495450580893305 Além de fiscalizar, bombeiros terão poder para autuar estabelecimentos irregulares

Além de fiscalizar, bombeiros terão poder para autuar estabelecimentos irregulares



Agora o Corpo de Bombeiros do Paraná terá aval para fiscalizar estabelecimentos irregulares, além de poder de polícia administrativa. A medida tem como foco a prevenção, a educação e o desenvolvimento do empreendedorismo, pois reduz burocracia nos processos de autorizações e aumenta a segurança e de edificações e eventos de maior risco. O decreto que regulamenta esta atividade foi assinado pela governadora Cida Borghetti em solenidade na sede da Corporação em Curitiba, no dia 03 de dezembro.

O decreto é alinhado à Lei Federal número 13.425/2017, conhecida como Lei Kiss, em referência ao incêndio que matou 242 pessoas e feriu 680 em uma discoteca de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A lei estabelece que a execução e a manutenção das medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres são de responsabilidade dos estabelecimentos. Ao Corpo de Bombeiros cabe a função de vistoriar e averiguar se estão sendo cumpridas as exigências das normas de procedimento técnico.


O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Edemilson Barros, explicou que um dos pontos importantes da regulamentação é que, em casos em que há risco eminente à vida, os bombeiros podem atuar imediatamente. Hoje, há necessidade de acionar o Ministério Público e a Polícia Militar. “Teremos mais autonomia, mas sempre baseado em situações de risco eminente”, explicou.


EMPREENDEDORISMO – Com a regulamentação, será reduzida a burocracia dos processos de abertura e regularização de empreendimentos de baixo risco e aumentará a segurança das edificações, estabelecimentos, áreas e eventos de maior risco. “O empresário ou contador poderá fazer a solicitação online, pagando uma taxa com redução de 50%, e nós vamos emitir o certificado de forma digital para que ele rapidamente consiga o alvará de seu estabelecimento”, disse o comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel Edmilson Barros.


(Foto: Divulgação/PMCGS)



1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6