495450580893305

Alunos do Arlinda e André Andreatta protestam contra a reforma do ensino médio



Aproximadamente 150 alunos do Colégio Estadual Arlinda Ferreira Creplive, em Quatro Barras, protestaram contra a proposta de mudanças no ensino médio na noite dessa quinta-feira (6). O protesto que foi acompanhado por professores e também por alguns estudantes do Colégio André Andreatta durou cerca de duas horas.

O manifesto foi decidido após uma reunião na noite anterior (quarta-feira) entre os professores Tiago Castanho (Artes), Cátia Menegusso (Português), João Mário (Matemática), Adilson (Filosofia), Reinaldo Kovalski (Artes) e Rosimeire (Matemática).

Os estudantes percorreram as principais ruas centrais da cidade, saindo de frente ao colégio e seguindo em passeata em direção ao prédio da prefeitura, também na região central. Um grupo de políticos que realizava uma reunião nas imediações pausou o encontro para conversar com os alunos.

Professores e alunos reclamam que a medida imposta pelo governo Michel Temer (PMDB) foi realizada sem um debate prévio com a comunidade estudantil, e afirmam que as mudanças requerem estrutura física para as escolas.

Entre as mudanças destacam-se: o aumento da carga horária de aulas de 800 para 1.400 horas ano; a exclusão das disciplinas de Artes, Educação Física, Filosofia e Sociologia. Dentro da nova grade curricular, apenas as disciplinas de língua portuguesa e matemática terão obrigatoriedade nos três anos do ensino médio.

Outra preocupação que assombra a comunidade estudantil é com relação aos profissionais da Educação com “notório saber”, que poderão aplicar conteúdos aos alunos do ensino médio sem a necessidade de uma formação superior.

Outros manifestos

A cada dia o movimento contra a reforma na Educação vem ganhando apoio de outros colégios na região. Nesta sexta-feira (7) foi a vez dos alunos do Colégio André Andreatta, no bairro Borda do Campo, aderirem a causa. Os estudantes realizaram pela manhã um manifesto que teve como um dos pontos de encontro a praça local.

Em Campina Grande do Sul os colégios Timbu Velho, Ivan Ferreira do Amaral e Terra Boa promoveram protestos durante a semana. Houve também mobilizações entre os estudantes do Colégio Rui Barbosa, no bairro Jardim Paraná em Colombo, acompanhados dos alunos do CEEP Newton Freire Maia.

(Foto: Colaboração Tiago Castanho)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2