495450580893305

Após acordo caminhões de combustível começam abastecer postos de Campina e Quatro Barras



Entre o fim da tarde e início da noite de hoje (28), caminhões-tanques carregados com etanol e gasolina começaram a abastecer os postos de combustíveis de Campina Grande do Sul e Quatro Barras. Em alguns locais, o abastecimento está sendo acompanhado pelas forças de seguranças locais, a exemplo da Guarda Municipal de Quatro Barras, que acompanhou o descarregamento do material em um posto da cidade.

Os postos estão desabastecidos desde a última quinta-feira (24), devido a greve dos caminhoneiros que começou no início da semana passada. O último posto que conseguiu manter o estoque foi o Tulio do Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul. Motoristas tiveram que ter paciência e esperar mais de três horas para abastecerem.

A informação de uma possível liberação de combustível para a região nesta segunda-feira, fez com que muitos motoristas formassem filas nas entradas dos postos. Um dos primeiros locais a serem abastecidos foi o posto Tulio do Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, que recebeu 20 mil litros de combustível, sendo 15 mil de gasolina e 5 mil de etanol. O posto da mesma rede, no Menino Deus em Quatro Barras, recebeu uma quantidade inferior; 5 mil litros de etanol e 5 mil litros de gasolina de forma emergencial.

O último posto a ser abastecido foi o Locatelli, também no Menino Deus, que recebeu por volta das 18h30 de hoje, 30 mil litros, sendo 20 mil litros de gasolina e 10 mil litros de etanol. A chegada de mais caminhões combustível estão previstas para as próximas horas.

Acordo para liberação

A governadora Cida Borghetti anunciou na tarde desta segunda-feira (28) que houve um acordo com representantes dos caminhoneiros para que seja liberado o transporte de derivados de petróleo para todo estado; óleo diesel, gasolina, querosene, gás de cozinha e etanol.

Por outro lado, a classe disse que a greve deve continuar, já que a proposta feita pelo Governo Federal na noite de ontem (27) não foi aceita pela categoria. A classe estendeu a pauta para a redução no preço de etanol e gasolina.

(Foto: Adilson Santos)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2