495450580893305

Após denúncias sobre “golpe do amor”, Receita Federal alerta população


Golpistas enviam mensagens por meio de perfis falsos, com instruções para que pessoas façam depósitos bancários em troca de valores e bens que, segundo eles, serão recolhidos pelo fisco. Após verificar essa fraude por meio de denúncias, a Receita Federal alertou nesta quinta-feira (2) a população sobre a volta do chamado "golpe do amor".

Para praticar o golpe, os perfis são criados em redes sociais, nas quais se apresentam, normalmente, como estrangeiros em boas condições financeiras. Os golpistas então entram em contato com as vítimas e após um envolvimento emocional propõe um relacionamento mais sério e fazem a pessoa acreditar que eles enviaram diversos presentes a ela, como óculos, bolsas, celulares, anéis para o suposto noivado, além de dinheiro em espécie ou documentos.

Para que não haja problemas caso a vítima queira verificar se as informações repassadas pelos golpistas são verdadeiras, eles criam sites de empresas de remessas expressas e afirmam que os bens foram retidos na alfândega. Nesse momento, começa o processo de “golpe do amor”, que envolve o depósito de dinheiro por parte das vítimas.


O golpista passa uma conta corrente para a pessoa e pede para que ela realize um depósito, pois só assim, os presentes que ele enviou serão liberados pela alfândega. Normalmente, a conta fornecida pelos golpistas é de uma pessoa física.

Como forma de evitar esse tipo de golpe, a Receita Federal orientou que se alguém achar que está sendo vítima é necessário primeiro registrar a ocorrência em uma delegacia especializa. E em casos de encomendas feitas por remessa expressa, é possível confirmar se a empresa está habilitada para operar no Brasil através do site da Receita. Além disso, a Receita informa que não exige pagamento em espécie ou por meio de depósito em conta corrente.

(Foto: Arquivo/Pixabay)

#golpe #LinkadaNews #ReceitaFederal

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2