495450580893305

Atlético anuncia novo técnico e Coxa completa cinco rodadas sem vencer no Couto



Novo comandante na área. O técnico Cristóvão Borges foi confirmado pelo Atlético como seu novo treinador e já deu suas primeiras palavras como chefe do elenco rubro-negro. Ex-jogador do Furacão, Cristóvão se disse à vontade para “voltar para casa” e afirmou enxergar o clube com uma filosofia moderna.

Jogador atleticano nas temporadas de 1983, 1985 e 1993, o agora treinador comentou sua relação com o Rubro-negro. “Tenho uma história no clube. Minhas passagens foram com títulos. Isso fica marcado e me aproxima do clube. Então, estou muito à vontade e me sinto voltando para casa”, disse Cristóvão Borges.

Desde a última passagem de Borges pelo Atlético, as coisas mudaram um pouco. O clube é reconhecido por sua estrutura e modernidade fora de campo, e ele destaca o que ele chama de “filosofia”. “Estou muito feliz. Sempre tive essa vontade de treinar o Atlético Paranaense. Eu vi o crescimento do clube e essa evolução. Sempre quis participar disso”, afirmou o treinador. “Vejo o Atlético com uma filosofia de futuro, moderna. Estou muito contente com essa oportunidade e vamos trabalhar juntos”, acrescentou.

Contratado pelo Furacão em um momento de pausa no Campeonato Brasileiro, o técnico comemora a chance deste tempo maior de treinamentos antes da estreia para trabalhar com o grupo de jogadores. “Isso será ideal. Nos meus últimos trabalhos, a assimilação foi rápida. Então tenho certeza que esse tempo nos ajudará e será importante para a adaptação dos jogadores”, comentou Cristóvão Borges.

E a estreia de Cristóvão como treinador rubro-negro será em casa, frente à torcida, que na opinião do comandante é fundamental para os jogadores. “A torcida do Atlético é maravilhosa. Desde que eu era jogador, sei da importância deles, que jogam junto e empurram. Isso influência muito e intimida o adversário. É difícil jogar na Arena e será muito bom ter a torcida ao nosso lado”, ressaltou o técnico. “Temos uma equipe jovem, mas com potencial. Espero que as coisas se encaixem bem”, completou.


Nas últimas edições do Campeonato Brasileiro, o principal diferencial do Coritiba foi os jogos como mandante, mas em 2015, a situação não é a mesma e o time não vem usando o ‘fator Couto Pereira’ na briga contra o rebaixamento.

Das 29 partidas disputadas, 15 delas foram disputadas em Curitiba e o Alviverde tem uma campanha de somente cinco vitórias, seis empates e quatro derrotas. Se levar em consideração somente as últimas rodadas, a única vitória aconteceu no clássico Atletiba e de resto foram dois empates, contra Sport e Fluminense, e dois reveses diante de Internacional e Atlético-MG.

Mesmo assim, a equipe coxa-branca pontuou muito mais jogando como mandante já que dos seus 33 pontos, 21 foram conquistados dentro do Couto Pereira e apenas 12 foram longe de casa, sendo três vitórias diante de Vasco Avaí e Flamengo e outros três empates.

Por conta dos tropeços em casa, o técnico Ney Franco espera que o Verdão se recupere na competição jogando fora de casa. “Só nos cabe agora mobilizar este grupo de novo, temos dois jogos fora de casa para tentar recuperar estes pontos deixados dentro de casa”, afirmou.

Confira os últimos cinco jogos do Coritiba como mandante:

Coritiba 0x0 Sport

Coritiba 1×1 Fluminense

Coritiba 0x1 Internacional

Coritiba 2×0 Atlético

Coritiba 0x3 Atlético-MG


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2