495450580893305 Câmara aprova relatório que pode desencadear cassação do prefeito de Quatro Barras

Câmara aprova relatório que pode desencadear cassação do prefeito de Quatro Barras



A sessão ordinária da Câmara de Quatro Barras, que aconteceu na segunda-feira (21), foi marcada por um assunto polêmico: a aprovação do relatório da comissão de investigação que pode desencadear na cassação do mandato do prefeito Angelo Andreatta (Lara) e com isso, o vice pode assumir o cargo de chefe do executivo municipal.


O assunto já vem sendo discutido desde o ano passado, quando o legislativo recebeu uma denúncia para apurar irregularidades em licitações da prefeitura. Na época, os vereadores Mauro dos Santos, Paulo Cesar de Lima Junior e Wagner Pertel dos Santos fizeram um requerimento pedindo pela criação da comissão de inquérito a respeito do assunto, com o objetivo de trazer transparência do trabalho público aos quatrobarrenses.


Agora e, após quase um ano desde o início das investigações sobre a suspeita de irregularidades, os vereadores deram seus pareceres em votação, sendo que três se abstiveram de votar, foram eles: Gilson Rodrigues Cordeiro; Valdir Rodrigues (Careca) e Sandro Eleno Andreatta (Leno), enquanto cinco votaram a favor do requerimento, sendo eles: Vânia de Lara Araújo; Wagner Pertel dos Santos (Waguinho); Paulo César de Lima Júnior (Juninho do Posto); André Luiz Barcia da Silva (Dr. André) e Mauro dos Santos (Maurinho). Neste caso, o presidente da casa só votaria em caso de desempate ou quando exige quórum qualificado, maioria absoluta.


Quando iniciaram as discussões sobre as suspeitas de irregularidades, a Prefeitura de Quatro Barras informou à reportagem do Linkada News que não era contra, nem reprova a ação de Comissão de Investigação proposta pela Câmara Municipal, já que todos os atos do poder executivo estão disponíveis no Portal da Transparência e podem ser consultados por todos os cidadãos. A gestão ainda enfatizou sua tranquilidade a respeito do assunto e se dispôs a estar aberta a todo e qualquer pedido de informações.


A reportagem do Linkada News entrou contato com prefeito que afirmou através de sua assessoria que não vai se pronunciar sobre esse assunto. Também tentamos uma entrevista com o secretário de saúde de Quatro Barras Leonardo Presa, mas ele não atendeu e não retornou nossas tentativas de contato. O Linkada News ainda entrou em contato com o vereador Leno, que não quis se manifestar sobre o caso.


Agora o relatório aprovado pelos vereadores será encaminhado ao Ministério Público do Paraná, que tem a responsabilidade civil ou criminal sobre os infratores.

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6