495450580893305

Câmara de Colombo vota hoje a cassação do vereador Oliveira da Ambulância


A Câmara Municipal de Colombo vota nesta segunda-feira (2/5) o Projeto de Decreto Legislativo nº 091/2016, de autoria do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, que declara a perda de mandato do vereador Joaquim Gonçalves de Oliveira, o Oliveira da Ambulância.

O processo será com voto secreto e a perda do mandato acontecerá caso seja aprovada por 2/3 dos vereadores (14 parlamentares). Oliveira sofre processo por quebra de decoro parlamentar após ter sido preso em flagrante, em outubro de 2015, pela Polícia Civil, suspeito de estelionato, quando tentava trocar cheques com um comerciante de Curitiba. Segundo os policiais, os cheques eram fraudados.


A investigação do Conselho de Ética foi solicitada em novembro de 2015 pelo vice-presidente da Câmara, o vereador Givanildo da Silva, Gilgera (PSDB), e concluída na última segunda-feira (25/4). Em sua defesa, Oliveira argumentou que o flagrante foi resultado de uma "armação política".

Oliveira da Ambulância está em seu terceiro mandato na Câmara de Colombo. É a terceira vez que passa por um processo de cassação, tendo sido absolvido as outras vezes no plenário. Em 2007, foi acusado de acorrentar e espancar o enteado, então com 9 anos. Em 2011, o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) o acusou de ficar com parte dos salários de assessores da Câmara, quando também foi preso.

Serviço:

Sessão Extraordinária no Plenário da Câmara Municipal de Colombo.

Pauta: Votação do Projeto de Decreto Legislativo nº 091/2016, de autoria do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, que declara a perda de mandato de Vereador Joaquim Gonçalves de Oliveira, o Oliveira da Ambulância.

Data: 02/05/2016

Horário: 16 horas

Endereço: Rua Francisco Busato, 8005, Centro, Colombo


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2