495450580893305
 
  • Linkada News

Campina: Seminário sobre Pessoa com Deficiência reúne comunidade

O 1º Seminário sobre Pessoa com Deficiência e Distrofia Muscular de Campina Grande do Sul aconteceu na tarde dessa terça-feira (24), no Plenário da Câmara Municipal. Promovido em parceria com entidades ligadas à causa, o evento reuniu pais, professores, a comunidade e o departamento de Apoio à Pessoa com Deficiência e de Políticas Públicas para Acessibilidade, da Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho, representado pelo diretor Felipe Braga Cortês.


Por meio de palestras ministradas por Ricardo Vilarinho e a neuropediatra Dra. Adriana Banzatto, os participantes receberam informações sobre distrofia muscular, acessibilidade e direitos da pessoa com deficiência. Vilarinho, que também é presidente do Instituto de Direito da Pessoa com Deficiência de Curitiba, enriqueceu ainda mais o encontro ao compartilhar de suas experiências como cadeirante.   


Fotos: Câmara Campina

Um dos focos do seminário foi também despertar a atenção dos profissionais que atuam nesse segmento, em especial professores e futuros educadores, como foi o caso dos alunos e mestres de pedagogia da Facsul. Além claro, de abordar a importância do envolvimento de familiares, comunidade e autoridades com a causa da pessoa com deficiência.


O vereador Venicio Ferreira, apoiador e mediador do seminário, falou da importância de levar conhecimento sobre a causa à comunidade e mais do que isso: o desenvolvimento de políticas públicas às pessoas com deficiência. “Temos a obrigação, como agente público, oferecer todo o apoio à ações e atividades voltadas a esse público que enfrenta uma mobilidade reduzida”, comentou o parlamentar.


Sobre projetos voltados à pessoas com deficiência, o parlamentar lembrou da preocupação da Secretaria Municipal de Projetos e Captação de Recursos, na realização de obras com maior acessibilidade, o último realizado na APAE do município, que foi um parque adaptado.


Claudiane Oliveira, ativista da causa há dez anos, também teve um papel fundamental na realização do evento. Integrante da Aliança Distrofia Brasil (ADB) e também diretora financeira da Ong Abadin, Claudiane soma até o momento vários trabalhos em prol das pessoas com deficiência no município.


Quando trabalhou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da Secretaria de Desenvolvimento Social, Família e Cultura, Claudiane esteve diretamente envolvida em promover encontros, simpósios e também o Dia Municipal da Pessoa Com Deficiência. Outra grande conquista que teve participação direta dela foi a acessibilidade de jovens atletas com deficiência após a instalação de um elevador adaptado no ginásio da sede. 


Por razões particulares Claudiane deixou as atividades no CRAS, mas nem por isso ela esqueceu de trabalhar pela causa. Atualmente ela tem ajudando a desenvolver um projeto chamado Cada Passo, feito com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, que leva através da revista da Turma da Mônica, informações sobre o assunto aos alunos da rede municipal de ensino. “A ideia é distribuir esse material em todas as escolas do município. A revista conta com a participação de vários personagens que convivem com limitações físicas e motoras”, conta.


Antes mesmo de se dedicar à causa, Claudiane sabe muito bem como é conviver com distrofia muscular de Duchenne, sua principal bandeira nesses últimos. Ela é mãe do Matheus, um jovem atleta de 23 anos que descobriu a doença aos quatro anos. Matheus integra a equipe de Noho de Power Soccer de Fortaleza, uma espécie de futebol praticado por pessoas cadeirantes. O jovem tem levado o nome de Campina Grande do Sul em várias competições da modalidade.