495450580893305
 
  • Portal Linkada News

Colombo: criança é salva por policiais após cair na piscina e se afogar

Da Redação com assessoria


Uma equipe do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM) salvou a vida de uma criança de três anos que se afogou ao cair em uma piscina. A situação aconteceu no final da tarde de domingo (07) em Colombo.


De acordo com o oficial Coordenador de Policiamento da Unidade (CPU) do dia, tenente Eduardo Nery Maiettini, já era quase o final do expediente e ele estava no batalhão terminando a documentação para passar o serviço, quando ouviu os gritos de socorro. “O nosso rancheiro logo apareceu e falou que também estava ouvindo os gritos e, ao sairmos na frente do batalhão, já avistamos algumas pessoas na frente da casa que fica bem próxima”, contou.


O primeiro a perceber que tinha algo de errado foi o soldado Wesley da Silva Costa, que trabalha no rancho (local onde se faz a comida dos policiais militares). “Quase no final do expediente, tirei uns minutinhos de descanso e, assim que abri um livro para ler antes de retornar aos afazeres, escutei os gritos, mas não consegui identificar de onde vinha e corri para a frente do Batalhão”, explicou.


Juntamente com o tenente Maiettini e o soldado Costa, também estavam o cabo Marcelo José Fagundes de Oliveira e o soldado Janderson Jucemil Elias. Os quatro foram até a residência, ficaram sabendo que havia uma criança afogada e pularam o muro para verificar o que realmente estava acontecendo.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Segundo o tenente Maiettini, ao chegar no local, encontraram a criança em estado cianótico (roxo) e sem sinais de respiração, com os parentes tentando reanimar, porém sem sucesso. “No mesmo momento, com o pouco de conhecimento que nós temos, fizemos a manobra de Heimlich, massagem cardíaca e respiração boca a boca com o auxílio do pai e do tio que estavam juntos. Logo em seguida ela foi retomando a coloração e começou a respirar novamente”, explicou.


O tenente Maiettini acionou o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE), que logo em seguida chegou e levou a pequena para o devido atendimento médico. “Ela ficou em observação por 48 horas e a mãe nos informou que ela está em casa e já está bem. A família está bem abalada, por segundo a mãe, a criança estava na beirada da piscina, quando o cachorro da família veio para brincar com ela e ela acabou caindo, mas logo foi localizada pelos familiares que estavam no local”, disse.


“Não é uma situação que acontece sempre, porém quando vemos que ela voltou a respirar e vemos o alívio da família é muito gratificante. Recebemos o agradecimento da família, que mesmo nesse momento tão difícil lembrou de nós”, complementou o tenente Maiettini.


De acordo com o soldado Janderson, essa já é a terceira vez em sua carreira que ele participa do salvamento de uma criança. “Em 2016, estive em uma situação que o padrasto ameaçava a vida da criança com uma faca, e em 2019 uma outra criança estava engasgada com leite, a mãe levou na base UPS e a gente conseguiu desengasgar. A sensação é sempre a mesma, de gratidão e de orgulho da profissão que escolhemos”, finalizou.


1/1

1/1

1/2

1/1

1/1

1/2

1/1

1/10

1/2

1/5