495450580893305 Com apoio de empresário, jovem quatrobarrense mantém sonho em campeonatos de Jiu-Jitsu

Com apoio de empresário, jovem quatrobarrense mantém sonho em campeonatos de Jiu-Jitsu


A família de um adolescente quatrobarrense decidiu recorrer a rifas para juntar recursos que possibilitem o jovem a participar de campeonatos de Jiu-Jitsu. Alan Luiz Moreira tem 13 anos e sonha em ser atleta profissional no esporte.

Há três anos e meio, ele pratica Jiu-Jitsu e entrou no esporte, a partir de um projeto da prefeitura de Quatro Barras. Em março desse ano, o filho de Rosane Balbino, foi para um projeto que acontece na Colônia Maria José e lá treinou até o mês de julho. Após participar de alguns campeonatos, a família decidiu colocá-lo em uma academia, onde teria treinos mais focados no esporte.

Para conseguir pagar os gastos com as inscrições nos campeonatos, gasolina para levar Alan até o local de treino, viagens e hospedagem perto dos locais de competição, a família faz rifas no valor de três a cinco reais. “A ideia das rifas surgiu quando não tínhamos mais dinheiro para inscrever ele em campeonatos. O Alan publicou um vídeo no facebook, fazendo uma rifa de um kit de maquiagens, que vendeu em uma semana”, conta Rosane, mãe do atleta.

Após a divulgação das vendas de algumas rifas, a família conseguiu o patrocínio de um empresário da região, Juliano Gomes e Liz. Em entrevista ao Portal Linkada News, o dono da autoescola Gomes e Liz, contou que soube do sonho que Alan tem, em ser atleta profissional de Jiu-jitsu, e que o adolescente já ganhou medalhas em alguns campeonatos.

“Eu conversei com eles pessoalmente, para saber o que ele realmente precisava e avaliamos que o custo é alto. Então, resolvi doar um curso completo de habilitação categoria B [carro], com o qual o jovem fez uma rifa no valor de 20 reais para angariar fundos, e assim, ele possa manter os treinos na academia, equipamentos e participar dos campeonatos”, disse o empresário.


O valor dos kimonos que Alan precisa para participar das competições custa em torno de R$ 300, e são necessários no mínimo dois. Já, as inscrições são entre R$90 e R$110, além das demais despesas, como deslocamento para treinos e viagens.

Rosane afirma que pretende continuar com as rifas menores, mesmo com o patrocínio concedido pela autoescola. As vendas acontecem quando ela está de folga do trabalho e durante os finais de semana.

E as pessoas que quiserem comprar as rifas, para ajudar a família, além de concorrer aos prêmios é necessário entrar em contato via facebook e falar com Rosane ou pelo telefone (41) 9 9897-0038.

(Foto: Divulgação/Rosane Balbino)

#LinkadaNews #jiujitsu #adolescente

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6