495450580893305 Comunidade debate situação do sistema de transporte público em Campina e região

Comunidade debate situação do sistema de transporte público em Campina e região



Representantes da AMOR Campina (Associação de Moradores de Campina Grande do Sul) e a Frente Para o Transporte organizaram na tarde de sábado (27) um encontro para debater juntamente com a comunidade local os problemas e soluções referentes ao transporte público. O debate foi motivado após as recentes mudanças ocorridas no transporte público que acabaram gerando inúmeras reclamações dos usuários.

Pouco mais que 50 pessoas participaram da reunião que foi aberta à toda população e destinada, especialmente, aos usuários do transporte coletivo que dependem do serviço diariamente. O encontro aconteceu no Salão Paroquial da Igreja São João Batista, no centro de Campina Grande do Sul. Algumas pessoas vindas do município vizinho de Quatro Barras também estiveram presentes no enontro para a surpresa dos organizadores.


A reunião foi dividida em duas partes. No primeiro momento foi apresentado algumas informações até então desconhecidas por boa parte dos usuários, como o funcionamento do sistema e os deveres da empresa que é responsável pelo transporte público. Em seguida, os participantes se reuniram em pequenos grupos de acordo com localidade onde cada um reside, onde de forma mais específica elaboraram ideias de melhorias, conforme a realidade vivida por eles em sua região.

Para o representante da Frente Para o Transporte, Anderson Ribeiro, a reunião foi muito proveitosa e superou as expectivas. “Achamos que em média apenas 15 pessoas viessem, porém esse número foi muito maior que o esperado. Conseguimos de fato levantar os pontos positivos e negativos sobre o transporte coletivo na cidade. A partir das ideias foram definidas as ações que serão feitas daqui em diante”, disse.

O presidente da AMOR Campina e também membro do Conselho Municipal de Transporte, Maikon Hanry, acredita que este foi o primeiro passo para uma discussão mais aprofundada sobre o assunto entre a população e o poder público. “ Acredito que a presença de pessoas, até mesmo aquelas de fora do munícipio, demonstraram que o poder público tem falhado em reunir e dialogar com a comunidade. A prefeitura diz que a população não vão às reuniões, mas vejam, é possível sim reunir um grande número de pessoas e promover o diálogo. Basta querer e ter força de vontade. Para isso acontecer, a reunião precisa ser em horários acessíveis e haver uma boa divulgação”, afirma Hanry.

Com base no levantamento de informações descritas pelos usuários foi criado um documento que será protocolado na Prefeitura Municipal, Comec e Viação Castelo Branco. No documento consta as principais reivindicações, os pontos de insatisfação e sugestões de mudanças no transporte coletivo.

Próximas ações

No encontro foram definidas, entre outras ações, a convocação de uma Audiência Pública por parte da Frente do Transporte Público entre Prefeitura Municipal, Comec e Viação Castelo Branco; o pedido de apoio do Sindimoc (Sindicato de Motoristas e Cobradores), considerando que os profissionais estariam enfrentado, segundo o grupo, uma pressão psicológica maior depois das recentes mudanças ocorridas no transporte público municipal, além da organização de manifestos silenciosos e outras ações intermediadas pelo grupo.

A próxima reunião está marcada para acontecer no próximo dia 12 de março (sábado) às 18h no mesmo local. A divulgação da reunião será feita por meio das redes sociais, panfletos e cartazes.

(Fotos: Adilson Santos)


1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6