495450580893305
 
  • Linkada News

Confira o desempenho dos candidatos às eleições 2018 em Campina Grande do Sul


Em Campina Grande do Sul o governador eleito para 2019 no Paraná, Ratinho Júnior (PSD), apresentou quase cinco vezes mais votos nas urnas que a candidata e atual governadora Cida Borghetti (PP), que ficou em segundo lugar na corrida eleitoral deste ano. Os números das votações estão computados no site do Tribunal Superior Eleitoral.

Ratinho Júnior conquistou 66,81% (13.685 votos), enquanto Cida Borghetti ficou na casa dos 14,31% (2.932 votos). Entre as propostas dos dois políticos apresentadas no plano de governo estava, por exemplo, a redução em até 50% das secretarias (plano de governo do PSD) e terceirização de unidades prisionais (plano de governo do PP).

Antes do domingo eleitoral, que aconteceu no último dia 07, os dois candidatos já se mostravam entre os primeiros nas pesquisas do Ibope. No último levantamento, Ratinho Júnior já aparecia com larga vantagem entre os concorrentes, sendo 57% dos votos válidos, seguido de Cida Borghetti com 18% e do deputado federal que também foi candidato ao cargo, João Arruda (MDB) que aparecia com 13% e após o domingo eleitoral, obteve 10,09% (2.067 votos) dos Campinenses-do-Sul.

A corrida eleitoral ao governo do Estado contou com dez candidatos, sendo que os menos votados em Campina Grande do Sul foram professor Ivan Bernardo (PSTU) com 0,11% (23 votos); Priscila Ebara (PCO) que obteve 0,05% (10 votos) e Ogier Buchi (PSL) com 0,00% (0 votos). Os demais, sendo Dr. Rosinha, do PT, obteve 6,73% (1.378 votos); prof. Jorge Bernardi, da Rede, ficou com 0,83% (171 votos); professor Piva, do PSol, com 0,82% (167 votos) e Geonísio Marinho (PRTB) com 0,24% (50 votos).

Além disso, o município contou com um considerável número de votos brancos e nulos, que somaram 3.685, resultado esse que pode demonstrar a insatisfação da população com a política ou mesmo não se sentir representada por qualquer partido.

VOTOS PARA DEPUTADOS ESTADUAIS E FEDERAIS – A região também apresentou um alto índice de apoiadores do candidato e eleito a deputado federal, Luis Felipe Bonatto Franscischini, que conquistou 1.784 votos. Ele é filho do também político e delegado Fernando Francischini, ex-secretário da segurança pública do Paraná e que nesta eleição alcançou mais de 2 mil votos no município para o cargo de deputado estadual, com o efeito da onda “bolsonariana” presente em todo o país.

Com a eleição dos dois candidatos que fazem parte do partido do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), a bancada do legislativo terá um total de oito parlamentares da legenda, o que demonstra a ascensão de partidos mais conservadores na Assembleia.


O segundo colocado ao cargo de deputado federal foi o ex-prefeito de Pinhais, Luiz Goularte Alves, que conquistou 1.291 votos no município, seguido de Luciano Ducci, que atingiu 1.281. Este último já foi prefeito de Curitiba em 2010, após renuncia de Beto Richa que, na época disputaria o Governo do Estado.

Com relação ao cargo de deputado estadual ocupado por Fernando Francischini, o mesmo ficou em segundo lugar, já que Alexandre Kurhy alcançou 2.762 votos entre os Campinenses-do-Sul. Em terceiro mais votado no município, está Michele Caputo Neto (PSDB), com 877 votos.


CENÁRIO DO SENADO NA REGIÃO – Os candidatos a senador mais votados em Campina Grande do Sul foram o professor Oriovisto (13.402 votos) e Flávio José Arns (6.653 votos), que se elegeram ao cargo, seguidos de Roberto Requião e Alex Canziani, com 6.565 e 4.354 votos, respectivamente, mas que não conseguiram se reeleger a cargos políticos no Estado.

Acesse mais informações sobre os resultados pelo site do Tribunal Regional Eleitoral.

(Fotos: Luis Linkada + Divulgação/Internet)