495450580893305

Conheça as histórias de atletas campinenses que alcançaram o sucesso no futebol profissional


Se destacar no futebol é o sonho de muitos jogadores que, na maioria das vezes, iniciam a carreira ainda em times suburbanos, e conhecer a história daqueles que conseguiram alcançar esse objetivo também ajuda quem está no mesmo caminho a não perder as esperanças.


Pensando nisso, o Linkada News traz o relato e a trajetória de dois atletas de Campina Grande do Sul, que hoje representam o município no Operário de Ponta Grossa, um grande time da região dos Campos Gerais paranaense.



A primeira história é do Rodrigo, um jovem atleta de 17 anos, nascido e criado em Campina Grande do Sul, que atualmente joga como zagueiro no Operário de Ponta Grossa na categoria sub 17. A história dele com o futebol começou aos dez anos de idade, quando participava de competições em futebol de salão. Aos 13 anos, Rodrigo teve contato com o gramado, no qual disputou o primeiro campeonato e, em seguida, foi para Quatro Barras participar de outro campeonato que envolvia muitas equipes da Região Metropolitana de Curitiba.


Algum tempo depois, Rodrigo recebeu a oportunidade de fazer um teste para o Paraná Clube, que infelizmente não deu certo. Apesar disso, ele seguiu treinando e não desistiu da carreira, ainda representando a região onde sempre morou, jogando por dois anos em competições da juventude contra a base que disputava o estadual.


Algum tempo se passou e, aos 16 anos, surgiu a oportunidade de ele fazer parte da equipe do Prudentópolis. Na época, o time não passou de fase no paranaense, mas estar na categoria sub 20 do Prudentópolis fez com que Rodrigo evoluísse como jogador e também adquirisse muita experiência.


Foto: Divulgação

O destaque como atleta no Prudentópolis fez com que Rodrigo chegasse à equipe do Operário, na qual joga atualmente disputando o campeonato paranaense da categoria sub 17. "Trabalho duro todos os dias, nada vem fácil, porém sei que Deus me colocou até aqui e me dá forças todos os dias para fazer o que amo, e hoje todo meu foco está aqui no Operário onde quero ter oportunidades de mostrar meu valor como atleta", disse ele.






Foto: Divulgação

A segunda trajetória esportiva é a de Vinícius Santos, atual volante da categoria sub 17 também do Operário de Ponta Grossa. Vinícius começou no futebol ainda muito jovem, treinando na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e aos seis anos de idade foi para a escolinha do Paraná Clube. Aos onze anos ele fez o primeiro teste como jogador no Coritiba, mas sem sucesso.


Do sub 11 ao sub 15, Vinícius competiu pelo time de Quatro Barras e com 15 anos teve a oportunidade de disputar o campeonato da suburbana (maior campeonato amador de Curitiba) pela categoria sub 17, do qual saiu vice-campeão com a equipe que integrava.


Após muitas tentativas e negativas dentro do futebol, Vinícius decidiu dar um tempo da carreira e foi trabalhar em uma empresa. Mas, o que ele não esperava era que um mês depois de estar empregado, iria receber uma oportunidade para jogar o Campeonato Paranaense pelo Prudentópolis. A proposta foi aceita pelo jovem atleta, que logo conquistou outros espaços, como uma vaga no time do Operário, no qual joga atualmente.


Apesar de estar estabilizado no time, Vinícius conta que o sonho e o crescimento como profissional ainda continuam. “Meu sonho desde moleque foi ser jogador de futebol, e hoje tenho essa oportunidade em uma grande equipe do Brasil, mas sei que posso mais, todos os dias estou em uma crescente evolução, o sonho não para e nem eu, o Operário me abriu as portas e quero ter muitas conquistas com a camisa do fantasma", concluiu.

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2