495450580893305 Contribuinte autônomo deve atualizar carnê de contribuição

Contribuinte autônomo deve atualizar carnê de contribuição



Desde o dia 1º de fevereiro está em vigor o novo salário mínimo. O valor de R$1.045 foi alterado para recompor a inflação do ano passado. Anteriormente, o valor fixado era R$ 1.039, ou seja, 4,1% maior em relação ao valor do ano passado, que era de R$998. O valor foi fixado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, através de uma medida provisória. O aumento foi calculado com base na projeção de Índice Nacional de Preço do Mercado (INPC), que fechou o ano mais alto, em 4,48%.


Com a mudança os contribuintes autônomos devem prestar atenção na atualização dos boletos de contribuição. A consultora administrativa previdenciária Ana Carolina Mascarenhas, que tem escritório no Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, ressalta que autônomos, tanto os facultativos quanto os contribuintes individuais, devem ficar atentos na hora de pagar o carnê de contribuição.


A consultora explica que o procedimento é necessário depois da alteração no salário mínimo. "Na metade do mês de janeiro, o salário mínimo que havia sido publicado era de R$1.039. O valor mudou neste início do mês de fevereiro para R$ 1.045. As pessoas que contribuem como autônomas pagam um percentual desse valor, então devem ficar atentas sobre quanto contribuíram e, se seus carnês estiverem por inteiro, devem fazer essa mudança".


Ana Carolina também faz o convite para quem precisar dos seus serviços. "Inclusive, chamo todas as pessoas que tiverem seus carnês preenchidos para o ano todo por mim, que voltem ao meu escritório para fazermos a mudança e elas terem as contribuições reconhecidas pelo INSS".


O escritório da consultora administrativa previdenciária fica na Rua Juscelino Kubitscheck de Oliveira, nº 886, no bairro Jardim Paulista em Campina Grande do Sul. Contato através do telefone (41) 3158-4060 ou (41) 9 9621-3292, e também através da página do Facebook Carol Mascarenhas - Assessoria Administrativa Previdenciária.

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6