495450580893305
 
  • Linkada News

Culto Ecumênico marca a reabertura da Santa Casa de Colombo após três anos fechada


Um culto ecumênico realizado no último sábado (25) marcou a reabertura da Santa Casa de Colombo, após permanecer pouco mais de três anos fechada. O início dos atendimentos à população deve acontecer oficialmente na próxima segunda-feira (3) porém, a unidade ainda não estará funcionando como hospital.

A Santa Casa de Colombo foi interditada em 2012 devido a problemas técnicos e estruturais. Na época do fechamento, a unidade contava com 72 leitos e realizava em média 6 mil atendimentos por mês. Depois da intervenção, a população passou a ser atendida nas unidades de Pronto-Atendimento do Alto Maracanã e Jardim Osasco.

Em 2012, a explicaçao dada pela Secretária Municipal de Saúde para seu fechamento foi porque o hospital acumulava prejuízos para a população e para a a administração municipal. De lá para cá, os pacientes que precisam de atendimentos de alta complexidade são encaminhados para hospitais dos municípios vizinhos como o Angelina Caron, em Campina Grande do Sul e São Lucas, em Campo Largo.

Durante o período em que permaneceu inacessível à população, a Santa Casa passou por uma verdadeira reforma, com direito a nova pintura e modernização dos ambientes dos leitos, além de recuperação financeira e encaminhamentos da situação dos funcionários. A Santa Casa de Misericórida de Colombo é uma instituição filantrófica privada sem fins lucrativos e existe há mais de 50 anos no município de Colombo.


De acordo com a prefeita Beti Pavin, a expectativa é que em um curto espaço de tempo a Santa Casa esteja com os seus atendimentos normalizados e oferecendo 100% de seus serviços à população, não sendo assim necessário a transferência dos pacientes que residem no município para outras cidades. Ainda segundo a prefeita, a abertura deve acontecer em três fases diferentes:

FASE 1 - Abertura (Atendimento Ambulatorial) – Durante está fase foi necessário a apresentação de uma série de documentos, com um prazo determinado pelo CRM/Pr, que após o prazo realizou uma nova vistoria para autorização da reabertura, esta primeira fase acontecerá apenas com atendimento Ambulatorial, sendo um Centro de Especialidades Médicas, e durará um período de 180 dias. FASE 2 - Atendimento Hospitalar – Após cumprida a primeira fase, serão necessárias mais 180 de atendimento hospitalar como Centro Cirúrgico e internamento para que passe a fase final.

FASE 3 - Pronto Atendimento.- A terceira fase acontecerá também após 180 dias, ao final desta fase a santa casa estará atendendo como um hospital de pronto atendimento 24 horas.


1/1

1/1

1/2

1/1

1/1

1/2

1/1

1/10

1/2

1/5