495450580893305 Duplo homicídio de amigas residentes em Campina foi motivado por tráfico de drogas, conclui polícia

Duplo homicídio de amigas residentes em Campina foi motivado por tráfico de drogas, conclui polícia



A Polícia Civil concluiu nessa semana a prisão dos envolvidos no assassinato de Carla Franciele Cordeiro, 30 anos, e de uma adolescente de 17, executadas a tiros dentro de um veículo Focus no último dia 23 de agosto no bairro Vila Nova, em Colombo. As duas eram amigas e moravam juntas no bairro Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul.

As investigações concluíram que o crime foi motivado por envolvimento com o tráfico de drogas, e que a morte de ambas foi encomendada por um presidiário ligado a uma facção criminosa. Três suspeitos com idade entre 18 e 23 anos foram presos pela polícia por participação no crime. O trio foi apresentado pela polícia nessa quinta-feira (4). Além dos presos, um adolescente de 17 anos conhecido como “De Menor” também foi detido e teria envolvimento no duplo homicídio.

De acordo com a polícia, no dia do crime um dos suspeitos, Luis Henrique Viriato de Lara, 18 anos, ligou para Carla informando que ela teria que acertar uma dívida em Colombo. Ao chegar no local indicado, em companhia da adolescente, o jovem pegou um envelope com Carla e em seguida as duas amigas foram executadas ainda dentro do carro.


Conforme afirma a polícia, os disparos foram efetuados pelo “De Menor” e também por um rapaz de nome Kelvin Michaky Moreira Arruda, vulgo “Kélvinho”, de 18 anos. Um outro rapaz identificado como Daniel Soika, 23 anos, foi preso por suspeita de fornecer as armas para o trio. Na casa dele, a polícia apreendeu 730 gramas de drogas, entre maconha, crack e cocaína, além de uma balança de precisão e uma cartilha de uma facção criminosa.

O principal mandante do duplo homicídio foi Peterson Luiz Paiva, que está preso em uma penitenciária desde 2011. Paiva teve um relacionamento com Carla e ambos estavam envolvidos com o tráfico de drogas. A adolescente também estava envolvida no esquema por briga de pontos de tráfico de drogas na região.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Erineu Sebastião Portes, a polícia ainda trabalha com a possibilidade de que exista uma quinta pessoa, já identificada, envolvida no crime. “Esta pessoa seria supostamente quem mandou matar as jovens. As investigações continuam com o intuito de levantar provas para responsabilizar o envolvido”, finaliza.

(Fotos: Na Tela do 190 e Polícia Civil)


1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6