495450580893305 Golpe do falso sequestro causa pânico em família de Campina Grande do Sul

Golpe do falso sequestro causa pânico em família de Campina Grande do Sul



Mais um caso do famoso “golpe do sequestro” foi registrado nesta terça-feira (1) em Campina Grande do Sul. Desta vez, os supostos sequestradores entraram em contato com os pais de uma jovem, de 23 anos, moradora do bairro Jardim Paulista. A ligação aconteceu durante a tarde no telefone residencial, e em primeiro momento causou pânico na família da jovem.

A moça, na qual manteremos o nome em anonimato, usou seu perfil pessoal no facebook para relatar a experiência e a forma que os criminosos agiram. “Foi uma ligação a cobrar, meu pai que atendeu. Um homem disse ter assaltado a filha dele e que estaria com ela. Havia uma mulher gritando do outro lado da linha se passando por mim. Os criminosos a ameaçavam de morte a todo momento, meu pai acabou acreditando tanto que acabou passando o telefone para minha mãe”, disse a jovem, informando ainda que o golpe foi descoberto antes da quadrilha pedir algum valor em dinheiro. “Uma vizinha que estava na casa de meus pais orientou que eles desligassem o telefone, imediatamente, pois se tratava de um golpe”.

A jovem entrou em contato com o Linkada News para alertar a população da cidade para que não caiam no golpe. “Meus pais me ligaram desesperados para saber aonde eu estava. Por sorte era minha folga, caso contrário, não poderia atender o telefone e deixaria eles ainda mais preocupados”, contou.

Após a postagem, a jovem contou que outras pessoas conhecidas dela também receberam ligações do sequestro nos últimos dias. “Obtive retorno de pessoas aqui da região dizendo que esse caso já aconteceu com elas. Por mais que seja um golpe conhecido, acho que serve como um alerta para que as pessoas, principalmente as mais simples, como é o caso dos meus pais, sejam orientadas e consigam identificar o golpe”.

O próximo passo da jovem será registrar um boletim de ocorrência. Para tal, a jovem vai aguardar a conta de telefone chegar, já que no relatório deve constar o número de onde a ligação a cobrar foi realizada. De acordo com a Polícia Civil do município, registros dessa natureza não foram relatados oficialmente pelas vítimas nos últimos meses junto à unidade policial.

(Foto: Ilustrativa)


1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6