495450580893305 Guarda Municipal de Quatro Barras inicia patrulhamento armado

Guarda Municipal de Quatro Barras inicia patrulhamento armado


Após concluir mais de mil horas do Curso Técnico de Formação para Guardas Municipais e formalizar o convênio com a Polícia Federal, efetivo está habilitado para o uso de armas letais


A Guarda Municipal de Quatro Barras já realiza desde segunda (18/09) o patrulhamento armado na cidade. A liberação para o uso das armas chega à corporação após várias etapas seguidas rigorosamente pela GM, que compreenderam desde o processo de formação dos guardas municipais até a formalização do convênio com a Polícia Federal.

Na tarde de ontem, o prefeito Angelo Andreatta (Lara) e autoridades civis e militares participaram da cerimônia de entrega das carteiras funcionais dos guardas municipais e das armas letais que agora passam a ser utilizadas diariamente pelo efetivo.

Segundo o comandante da Guarda Municipal, inspetor Luciano Bernardi, o efetivo concluiu mais de mil horas de formação continuada, divididas no Curso Técnico de Formação para Guardas Municipais e no Curso de Armamento e Tiro na Escola Superior de Polícia Civil do Paraná, uma das escolas mais respeitadas do Brasil e considerada referência no treinamento para uso de armas letais.

Em paralelo, outras etapas também foram determinantes para o armamento do efetivo, como a autorização do Exército Brasileiro para aquisição das armas, a doação do armamento pela Polícia Civil e a formalização do convênio com a Polícia Federal para o porte de armas, de acordo com a Lei Federal nº 10.826/2003.

Na última semana, a Guarda Municipal participou de uma palestra na Polícia Federal, em Curitiba, onde recebeu os Certificados de Registro das Armas - a última etapa do ciclo de autorização para o porte de armas em serviço. O encontro na PF foi conduzido pelos agentes Fabrício Torres e Fernando Otávio Meyer, que destacaram cada etapa rigorosamente cumprida pela GM, desejando que a corporação se solidifique e que atue permanentemente em prol da sociedade.

(Foto: PMQB)


1/1

1/1

1/6

1/1

1/1