495450580893305

Homem acaba preso e grande quantidade de drogas é apreendida em Colombo

Da Redação com assessoria


Um homem foi preso e 177 pinos de cocaína, 25 pedras de crack, um revólver e um simulacro foram apreendidos durante uma ação do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM), que aconteceu no início da madrugada de domingo (14) no bairro Monte Castelo, em Colombo.


De acordo com as informações do tenente Willian de Moura Ubida, a equipe policial estava em patrulhamento por uma área que já recebeu diversas denúncias de tráfico de drogas, quando abordou um homem, de 33 anos, que estava em frente a uma residência. “Durante a busca pessoal, encontramos três cartuchos de munição, de calibre .38, R$ 67,00 em dinheiro e uma embalagem de ziplock”, contou o tenente.


Foto: Divulgação/Polícia Militar

No local em que o homem estava, os militares estaduais encontraram um pino de cocaína e um ziplock com uma porção de maconha, uma bala e uma seda (esta usada para montar o cigarro de maconha). “Ao ser questionado sobre as munições, ele relatou que havia uma arma de fogo em sua residência com a devida documentação. Ele indicou onde estava e a equipe encontrou em um cofre um revólver, de calibre .38, carregado com oito munições, um maço de dinheiro e um pacote com pinos de cocaína”, explicou o tenente Ubida.


Ao todo, os militares estaduais encontraram 177 pinos de cocaína, 18 ziplock de maconha, balas e seda, 25 pedras de crack, quatro jet loaders (para recarregamento rápido de revólveres), sendo dois carregados com oito cartuchos , de calibre .38, cada, além de um airsoft. Também foram apreendidos um simulacro de pistola, artefatos de manutenção de revólveres diversos, balança de precisão, máquina de cartão, R$ 4.622,00 em dinheiro, uma célula de Bs 10,00 (moeda boliviana), $ 10,00 (pesos argentinos) e U$ 35,00 dólares.


Diante dos fatos, o homem foi preso e encaminhado, juntamente com todos os apreendidos, à delegacia do Alto Maracanã para as medidas cabíveis. “Essa apreensão foi possível, graças às denúncias de tráfico de drogas na região, e ao apoio da população, que é muito importante para auxiliar o trabalho da Polícia Militar. Como podemos ver, as porções de maconha eram vendidas com balas, podendo assim atrair a atenção até mesmo de crianças”, complementou o tenente Ubida.

Publicidade Linkada

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2