495450580893305 Homem morre ao despencar de árvore na Colônia Maria José e demora do IML é motivo de revolta

Homem morre ao despencar de árvore na Colônia Maria José e demora do IML é motivo de revolta



Um homem morreu ao cair de uma árvore durante um trabalho de poda no bairro Colônia Maria José, em Quatro Barras, na tarde desta terça-feira (20). O acidente ocorreu no quintal de uma casa na rua Angelina Vidolin.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o homem identificado como Everaldo Ribeiro, 34 anos, popularmente conhecido como “Cuca”, despencou de uma altura de cerca de cinco metros. Um médico foi até o local e constatou o óbito antes mesmo da chegada dos bombeiros.

O tio de Everaldo estava com ele na residência ajudando na limpeza do imóvel no qual ele iria se mudar com a família nos próximos dias. O tio foi o primeiro a perceber o acidente, quando foi chamar o sobrinho e ele não respondeu. Ao sair para fora o familiar viu Everaldo já caído no quintal.


A vítima usava um facão para fazer a poda da árvore e, segundo informações dos bombeiros, não utilizava equipamento de segurança específico. Os socorristas relataram que ao cair, o homem sofreu um desvio nas vias respiratórias, o que pode ter sido a causa principal da morte.

Órgãos acionados

Via Cobom (193), o pedido para os Bombeiros atenderem o caso foi registrado perto das 15h e somente próximo das 21h foi que o IML (Instituto Médico Legal) chegou no endereço para finalizar a ocorrência. Nesse período, policiais do Instituto de Criminalística estiveram no imóvel realizando perícia, bem como os agentes da Guarda Municipal que isolaram e guardaram a área do acidente até a chegada do IML.

Revolta

A demora para que o corpo de Everaldo fosse recolhido ao IML (Instituto Médico Legal) foi motivo de revolta entre vizinhos e familiares. Nas redes sociais, várias postagens foram feitas por conhecidos da vítima informando que o corpo permanecia por horas no mesmo local. Alguns anônimos também procuraram o Linkada News através das redes sociais denunciando a situação.

No local, familiares se diziam revoltados com a demora para remover o corpo, no entanto, ninguém da família quis falar oficialmente sobre o caso. Ás 20h54, uma pessoa próxima de Everaldo ligou na redação do Linkada News informando que o IML havia acabado de chegar na residência para levar o corpo.

Outros atendimentos

Bem próximo do mesmo horário, a poucos quilômetros dali, o IML fez também a remoção de uma mulher vítima de atropelamento ocorrido por volta das 20h na Rodovia do Caqui, em Campina Grande do Sul. Além desses, outros cinco atendimentos foram prestados pelo IML entre a tarde e o fim de noite desta terça-feira (20), sendo quatro deles em diferentes bairros de Curitiba e um em São José dos Pinhais.

Parecer da Sesp

Nossa reportagem procurou a assessoria de imprensa da Sesp, secretaria responsável pelo órgão, e aguarda retorno.

(Fotos: Colaboração)


1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6