495450580893305 Homem que vendia ilegalmente medicamentos em frente a hospital é preso em Campina Grande do Sul

Homem que vendia ilegalmente medicamentos em frente a hospital é preso em Campina Grande do Sul

Da Redação com assessoria

Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná

Um motorista de aplicativo, de 47 anos, que vendia ilegalmente medicamentos em Campina Grande do Sul foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Paraná, na última segunda-feira (22). Os policiais apreenderam com o homem, 37 injeções do remédio Clexan 40mg, que estava sem nota fiscal e em armazenamento inadequado.


Ele utilizava como ponto de venda ilegal do produto - que é utilizado para pacientes em tratamento pós-operatório de redução de estômago - a frente do Hospital Angelina Caron e foi denunciado anonimamente à polícia.


Enquanto a caixa do remédio com duas injeções é vendida nas farmácias pelo valor de R$ 80, o suspeito comercializava por R$ 60. No momento da prisão em flagrante, o homem estava fazendo a venda de dez injeções que totalizavam o valor de R$ 300. Na casa do motorista de aplicativo, em Piraquara, os policiais apreenderam mais 27 ampolas do produto.


Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná

INVESTIGAÇÕES - As investigações estão em curso para esclarecer o modo de operação criminosa, que envolvia contato com pacientes do hospital para efetuar as vendas. O medicamento passará por uma perícia para identificar se era roubado ou falsificado.


O homem foi preso pelos crimes previstos nos artigos 132 e 282 do código penal, por expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto ou eminente e por exercício da profissão de farmacêutico sem autorização legal. Ele já teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e permanece detido.

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6