495450580893305
top of page
  • Foto do escritorLinkada News

Ifood suspenderá clientes que cometerem racismo contra entregadores

Aplicativo de delivery IFood pode até cancelar a conta de clientes que forem racistas contra entregadores da plataforma

Não é de hoje que relatos de entregadores que sofreram racismo ou qualquer outro tipo de preconceito no trabalho são divulgados. Desde que os aplicativos de delivery começaram a se popularizar, vários são os casos de agressões físicas e morais contra os trabalhadores. Por isso, a empresa IFood, a maior do ramo de delivery, soltou um comunicado em que avisa que irá suspender ou cancelar a conta de clientes que cometerem racismo ou outro tipo de preconceito contra os entregadores do aplicativo.


Foto: Divulgação internet

“A empresa não tolera nenhuma forma de preconceito: atos de racismo contra entregadores, restaurantes e colaboradores são punidos com a suspensão ou o cancelamento da conta do/a cliente”, comunicou o iFood. A partir de agora, a empresa vai disponibilizar um link no aplicativo para que o caso seja reportado. Além do racismo, crimes como homofobia, intolerância religiosa ou política, machismo ou capacitismo também serão punidos com a suspensão ou cancelamento da conta.

A decisão da plataforma veio após a ex-jogadora Sandra Mathis Correia de Sá agredir e praticar injúria racial contra os entregadores Max Ângelo dos Santos e Viviane Maria de Souza, no Rio de Janeiro.

No vídeo divulgado nas redes sociais, a ex-atleta agride os entregadores com a coleira do cachorro.



Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
bottom of page