495450580893305 Ladrões rejeitam celular entregue por jovem durante assalto no Jardim Paulista: “Fica de presente”

Ladrões rejeitam celular entregue por jovem durante assalto no Jardim Paulista: “Fica de presente”



O celular modelo Iphone 5s, da Apple, pertencente a um jovem morador do Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, acabou sendo rejeitado por ladrões durante um assalto registrado na noite desta terça-feira (29). A vítima, de 29 anos, retornava a pé para casa após comprar um refrigerante no supermercado, quando foi abordada por dois rapazes num veículo Logan prata, na rua João Zanetti, esquina com a Presidente Arthur Costa e Silva.

De acordo com o rapaz, que preferiu não ter o nome divulgado, o celular entregue por ele não passou nos critérios exigidos pelos ladrões. “Fui abordado por dois rapazes armados que desceram do carro, um deles olhou para o aparelho e falou que não queria da marca Iphone, me devolveu e disse: ficar de presente”, relatou a vítima ao Linkada News.

Além do celular, os ladrões exigiram ainda que o rapaz entregasse uma jaqueta modelo bomber e também uma Coca-Cola no valor de R$ 7,00. Segundo a vítima, no bolso da jaqueta haviam R$ 43,00, oriundos do troco do refrigerante. Após o roubo, os ladrões embarcaram no veículo e fugiram sentido ao Colégio Ivan Ferreira do Amaral, também no Jardim Paulista.

Ferramentas de segurança

Para a vítima, algumas ferramentas de segurança disponíveis no aparelho fizeram com que os ladrões desistissem de levar o objeto. Uma delas seria o desbloqueio por meio da impressão digital e também um sistema próprio de bloqueio em caso de roubo, o que acaba dificultando que qualquer outra pessoa faça o desbloqueio, mesmo restaurando as configurações de fábrica do aparelho. Para isso, terceiros teriam que estar logados à uma conta Apple para acessar as funções do Iphone. Outro item seria um sistema de GPS que identifica onde o celular roubado está, facilitando assim a sua localização.

Smartphones e tablets

O que talvez as vítimas não saibam é que grande parte dos aparelhos disponíveis no mercado também dispõem de ferramentas similares de bloqueio e localização de celulares. Um exemplo disso são os smartphones e tablets que funcionam no sistema Android, hoje presente em quase todos os celulares de última geração. Para tal, o usuário precisa ter uma conta no Google com login e senha. Normalmente, o registro é feito quando o aparelho é recém-retirado da loja, em que o próprio usuário cria ou incorpora seus dados no Gmail para poder utilizar as funções do dispositivo.

Com a conta criada e registrada, o dono do aparelho pode encontrar, bloquear ou limpar remotamente o celular roubado de qualquer computador através do recurso Device Manager, basta o dispositivo estar conectado à uma rede de internet móvel ou wi-fi. O Linkada News fez o teste de localização com um aparelho Android. O serviço mostrou onde o celular estava na região do Jardim Paulista, identificando inclusive a rua, conforme descrição abaixo. CLIQUE AQUI para conferir o tutorial e testar também o recurso "Encontre Meu Dispositivo" oferecido gratuitamente pelo Google.


Importante

É importante ressaltar que em caso de roubo de aparelho celular, o recomendável é que a vítima comunique o fato à autoridade policial competente para que medidas cabíveis sejam tomadas. Em 2016, em uma das edições da coluna “Caso de Polícia” do Linkada News, o delegado de Campina Grande do Sul, João Marcelo Renk Chagas, trouxe dicas de como o número do IMEI do aparelho e aplicativos de segurança podem ajudar na elucidação de crimes envolvendo furtos e roubos desta natureza. Veja no vídeo abaixo:


(Foto: Ilustrativa/ Vídeo: Adilson Santos)


1/1

1/4

1/7

1/1

1/6

1/5