495450580893305 Legislativo de Quatro Barras rejeita em 1º turno projeto de reajuste na taxa de iluminação pública

Legislativo de Quatro Barras rejeita em 1º turno projeto de reajuste na taxa de iluminação pública


Vereadores de Quatro Barras rejeitaram o projeto de lei que aumenta em 15,28% a taxa de iluminação pública do município por parte da Prefeitura. A medida foi votada em 1º turno, na última segunda-feira (29).

Durante a sessão, o legislador Juninho do Posto (PSL) comentou sobre uma discussão anterior ao encaminhamento da proposta à Câmara, dizendo a informação era de que o reajuste seria de apenas 6%, no entanto, quando o projeto oficial chegou a casa, a taxa estava acima do que foi previsto. Segundo os vereadores, a medida que foi reprovada por unanimidade estava em desacordo com a realidade.

A ideia da Prefeitura de Quatro Barras é cobrir as despesas dessa área previstas para 2019, com o novo reajuste. No documento do projeto há algumas especificações, como a de que para imóveis não-edificados – terreno que não está ocupado – o valor seria fixo anual de R$89,96, já para os imóveis edificados - aquele ocupado total ou parcialmente com edificação permanente – que possuam ligação regular ou privada de energia elétrica, a cobrança seria mensal e de acordo com a quantidade de consumo e categoria do contribuinte, neste caso, sendo consumidor residencial, industrial, comercial e rural.


O vereador Wagner Pertel dos Santos (Waguinho), do PMDB, concedeu uma entrevista ao Portal Linkada News e comentou o motivo de ter ido em desfavor do projeto. “Eu votei contra, pois acredito que o povo já está sobrecarregado com taxas e este aumento de 15,28% pode fazer a diferença para algumas famílias no final do mês”, afirmou.

Apesar da decisão tomada na última sessão, o projeto entrará em pauta para votação em 2º turno, que acontecerá na próxima segunda-feira (05). A reportagem entrou em contato com o prefeito Angelo Andreatta (Lara) e aguarda o retorno sobre o posicionamento do executivo em relação à votação da proposta.

(Foto: Divulgação/internet)

#legislativo #iluminação #LinkadaNews

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6