495450580893305 Linkada News: 4 anos informando e fazendo história na comunicação local

Linkada News: 4 anos informando e fazendo história na comunicação local


Quatro anos se passaram. Parece que foi ontem que o jornalista Adilson Santos e o empresário Luis Henrique Francisco (Luis Linkada), se reuniam em uma lanchonete da região para colocar a ideia do portal Linkada News em prática. Depois de algumas conversas, ambos decidiram unir seus talentos em prol de um projeto, até então despretensioso, mas que acabou se tornando em negócio.

Da ideia à execução, as funções de cada um dos fundadores foram definidas da seguinte forma: Adilson ficaria responsável pela parte jornalística do site, enquanto Luis Henrique contribuiria com a criação visual daquele novo empreendimento.

Adilson já trabalhava como repórter em um jornal impresso local e também integrava um projeto no portal RicMais, onde produzia conteúdos para o blog do programa Balanço Geral Curitiba. Luis Henrique, por sua vez, era proprietário da Linkada Presença Online, empresa voltada à criação de sites e marketing digital.

Desde sua criação, o Linkada News vem buscando ser um meio de comunicação popular diferenciado e focado, principalmente, nos acontecimentos locais e de interesse da comunidade. A junção dos dois talentos resultou em um produto jornalístico completo que contempla o que é de mais atual no mundo digital.

Para o Linkada News há motivos de sobra para comemorar o seu 4º aniversário. Para tanto, pontuamos alguns acontecimentos que marcaram a história de sucesso do portal ao longo desses anos.


Repercussão e alcance

O sucesso do Linkada News se deve muito aos seus internautas. Atualmente o portal é o mais visto e acompanhado canal de notícias da região, prova disso, é o número de alcance. Hoje o site angaria entre 300 a 2 mil acessos diários, além de cerca de 70 à 100 mil visualizações gerais na página no Facebook por semana, resultado dos mais de 16 mil seguidores assíduos da página. A fanpage é também responsável por praticamente metade dos acessos ao site, o restante está subdivido entre acessos vindos do aplicativo WhatsApp, Twitter e Google.

Outro destaque fica por conta dos vídeos disponíveis no Youtube que juntos somam mais de 80 mil visualizações, divididas em quase 200 produções amadoras (aquelas feitas pelos próprios internauta), e também produções feitas pelo setor de reportagem. CLIQUE AQUI para acessar o canal Linkada News no Youtube.

Se tratando de inteiração digital, o Linkada News mantém ainda seus grupos de WhatsApp oficiais sempre ativos. Ao todo, quase 1 mil integrantes residentes nas cidades de Campina Grande do Sul, Colombo e Quatro Barras contribuem diariamente, sugerindo pautas e compartilhando material com os demais participantes.


Evolução da marca

Todo bom produto precisa também de uma boa identidade visual. Nesses quatro anos de existência, o Linkada News passou por algumas evoluções em sua logo e logomarca.

Quando a primeira logo foi criada, em 2013, o slogan inicial foi “Tudo que Você Precisa Saber”. Meses depois, o slogan acabou sendo substituído pelo “Aconteceu, é Notícia Aqui!”. Nos anos subsequentes houve outras pequenas mudanças, no entanto, o formato da última criação se mantiveram os mesmos.

Mas foi em 2016 que o Linkada News passou por uma verdadeira transformação visual. A logo se tornou mais leve, dando destaque na palavra Linkada News. As cores também mudaram, mesclando com o verde e o azul. Foi incorporado também uma espécie de “elo” formado por duas letras “L” do lado esquerdo das palavras Linkada News. O slogan também inovou com o “Aproximando Você da Notícia!”.


Alunos sem sala de aula

A primeira reportagem de grande repercussão com assinatura do Linkada News foi publicada em março de 2014, onde o canal fazia uma denúncia sobre a realidade vivida por alunos de uma escola municipal de Quatro Barras. Na época, o portal não tinha endereço eletrônico fixo como tem hoje, e utilizava-se apenas do Facebook para propagar as informações. Mesmo assim, a respectiva publicação obteve quase 100 compartilhamentos e vários comentários de internautas.


(Foto: Luis Linkada)

A matéria trazia como foco a situação de superlotação da unidade de ensino, em que por falta de salas para comportarem todas as crianças, professores eram obrigados a improvisar as aulas do lado de fora da escola, obrigando muitas crianças a enfrentar as intempéries do tempo. Outro problema que a postagem tornou pública foi a situação precária da falta de investimentos por parte da Prefeitura Municipal.

A denúncia partiu da direção da Associação de Moradores do bairro e foi respaldada por meio de informações repassadas por pais de alunos. Buscando um parecer para as denúncias, a assessoria de imprensa da prefeitura confirmou a superlotação na escola e informou em nome da administração municipal que iria tomar as medidas para solução do problema.

A publicação ganhou repercussão também no cenário político municipal. Na ocasião, o chefe do executivo, prefeito Loreno Tolardo, chegou a ser convidado por alguns vereadores a explicar as denúncias publicamente em sessão ordinária na Câmara de Municipal. Em seu pronunciamento, o prefeito fez duras críticas ao teor da publicação. Meses após, a escola enfim recebeu as reformas e adequações necessárias.

Campina e Quatro Barras vai às ruas

A onda de manifestações que em meados de junho e julho de 2013 tomava conta das ruas do país, chegou também em Campina Grande do Sul e Quatro Barras. Vários protestos, que entre outras reivindicações, focavam no transporte público foram realizados por diferentes frentes populares.

Em Campina Grande do Sul os principais alvos dos protestos foram a administração municipal e a empresa de transporte Viação Castelo Branco. O movimento batizado de "Campina Vem Pra Rua" levou centenas de pessoas às ruas da cidade em dois protestos realizados.

Em Quatro Barras, um grupo de servidores da Educação e da Saúde protestaram em duas ocasiões; uma em frente ao prédio da prefeitura municipal e outra durante sessão na Câmara Municipal. As manifestações sinalizavam o descontentamento desses profissionais em relação aos cortes de benefícios feitos pelo governo Tolardo. Em uma das situações, o grupo também pontuou algumas melhorias no transporte público local.

Nossa reportagem acompanhou de perto todas as manifestações e trouxe em tempo real os detalhes de cada uma aos seus leitores. Essas foram as primeiras matérias que começavam a repercutir no Linkada News na época. Confira os prints abaixo:

Videoclipe

Em Campina Grande do Sul, um videoclipe também foi produzido pelo Linkada News sobre o protesto do transporte público. A produção conta com relatos de pessoas que participaram da manifestação e teve como trilha sonora a canção "Vem Pra Rua", interpretada pela banda O Rappa. Veja o vídeo abaixo:


Larvas na coxa de frango

Já pensou você comer uma coxa de frango e se deparar com larvas de moscas dentro dela? Pois bem, a situação aconteceu em um posto de combustíveis do Jardim Paulista e deu o que falar nas redes sociais. A denúncia partiu de dois jovens, que ao comerem o alimento na lanchonete do estabelecimento, flagraram a cena com um aparelho celular.


O Linkada News conversou com exclusividade com os dois rapazes que relataram como tudo aconteceu. Nossa reportagem também tentou buscar explicações junto à direção do posto, mas não obtivemos resposta.

Em menos de 24 horas, a reportagem viralizou na internet e já ultrapassava a marca de mais de 20 mil visualizações, se tornando até hoje a matéria em vídeo mais vista no portal. A publicação angariou também centenas de comentários e compartilhamentos, principalmente com a repórter falando “os animais dentro do alimento”, frase que acabou virando motivo de piada por parte de alguns internautas.

Prêmio Sangue Novo

A confirmação de que site não foi apenas fruto de um projeto da faculdade se deu com a indicação ao 20º Prêmio Sangue Novo de Jornalismo, oferecido pelo Sindicato de Jornalistas do Paraná (Sindijor-PR). O prêmio tem como objetivo destacar o talento de alunos dentro dos cursos de jornalismo pelo estado. Criado com base em estudos acadêmicos quando o co-fundador, Adilson Santos, ainda era graduando de jornalismo, em abril de 2016, o Linkada News recebeu destaque na categoria “Produto Jornalístico Blog de Notícias”, ficando entre os melhores trabalhos acadêmicos do Paraná.


Mais do que um prêmio, a classificação foi um indicativo de que as propostas apresentadas no trabalho estavam no caminho certo. Entre os sete trabalhos inscritos por estudantes da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), o site foi o único a representar a universidade na premiação, o que foi não só um motivo de orgulho mas uma grande responsabilidade.

Uma das reportagens inscritas no prêmio contou a história de um vassoureiro, de 82 anos, que produz vassouras há mais de seis décadas em Quatro Barras. Esse foi só um exemplo de outras histórias de cidadãos comuns que também viraram boas reportagens ao longo dos quatro anos no site.


Em outra reportagem, também inscrita no prêmio, trouxe um flagrante inusitado feito por um usuário do transporte coletivo de Campina Grande do Sul, onde na ocasião, uma cobradora foi fotografada usando um guarda-chuva dentro do ônibus. A imagem foi enviada pelo WhatsApp, uma das plataformas midiáticas que o site dispõe para interagir com os leitores.

Após a postagem, os demais internautas enviaram flagrantes de goteiras em outros ônibus pertencentes a mesma empresa de transporte coletivo, que informou em nota, em todas as ocasiões, que estava ciente da situação e que iria fazer a manutenção dos carros. Mais do que um flagrante, a imagem repercutiu nas redes sociais e apesar de inusitada, tornou pública a situação precária em que o transporte público na região encontrava-se, a exemplo da reportagem abaixo intitulada "Internauta registra "chuva" dentro de ônibus de Campina Grande do Sul".


Reportagens que repercutiram na imprensa


Outras reportagens veiculadas no site ganharam também destaque em outros veículos de comunicação, incluindo sites de notícias, jornais impressos e rádio. Além dos problemas relacionados à comunidade, entre outros assuntos que sempre estão sendo noticiados pelo Linkada News, é com relação ao desaparecimento de pessoas, como foi o caso da jovem Luana que desapareceu em Campina Grande do Sul em fevereiro de 2016.

Após publicação na página do Linkada News, no facebook, a notícia contou com uma mobilização bastante grande de internautas que compartilharam a informação. Infelizmente o desenrolar da história não foi uma das melhores, conforme noticiado pelo portal da Banda B, que fez referência ao caso inicialmente noticiado pelo Linkada News.


Outro caso de desaparecimento que mobilizou um grande número de internautas foi o sumiço de Regiane Maria Andrade. Em desespero, o irmão da jovem procurou o Linkada News para divulgar o seu desaparecimento. Felizmente os familiares, nesse caso, puderam reencontrá-la após o caso ganhar grande repercussão na cidade, incluindo outras mídias como o portal Bem Paraná.

Algumas pessoas que sabiam o paradeiro da jovem deram pistas à família sobre o local aonde ela estaria. Segundo o irmão, ela foi encontrada na casa de uma amiga que por razões desconhecidas não estava deixando a garota ir embora.

A mobilização de cidadãos comuns em torno da luta por seus direitos sempre esteve no topo das matérias de grande destaque no site Linkada News. Com exclusividade, o site acompanhou uma reunião sobre segurança realizada na Delegacia de Quatro Barras em janeiro de 2016. O encontro contou com a participação de moradores, comerciantes da área rural do município e representantes da segurança pública da cidade.


Conforme informa o título da matéria que foi veiculada também no site da rádio Band News Curitiba, a população se mostrava cansada com a onda de assaltos que assolava a região. A rádio disponibilizou também alguns trechos de entrevistas que o Linkada News fez com algumas vítimas da violência na cidade.

Graças a participação direta da população, a Polícia Civil do município intensificou as investigações e conseguiu identificar e prender os integrantes da quadrilha envolvida nos crimes. Algumas das prisões foram noticiadas pelo Linkada News e vinham acompanhadas também de apreensões dos produtos levados pelos suspeitos durante os assaltos.

Boa parte das vítimas, ao tomarem conhecimento do caso, compareciam na delegacia para apanhar a mercadoria roubada e também reconhecer os autores dos delitos. Sendo assim, a divulgação dessas informações foram importantes e ajudaram de certa forma o trabalho da polícia local, fazendo com que o site cumprisse com o seu papel social e de utilidade pública dentro do jornalismo comunitário local.

Não somente os veículos de imprensa reproduziram as matérias publicadas no site Linkada News. Órgãos públicos e de representatividade social a nível estadual também deram destaque em algumas reportagens, a exemplo da Defensoria Pública do Paraná e APP-Sindicato, conforme recortes abaixo:


1/1

1/1

1/3

1/1

1/6