Linkada News participa do 1º Encontro com a Imprensa promovido pelo Bope



Na manhã desta segunda-feira (3) o Linkada News participou junto com integrantes dos principais veículos de comunicação de Curitiba e região do "1º Encontro com a Imprensa", promovido pelo Bope (Batalhão de Operações Especiais), da Polícia Militar do Paraná.

O simpósio cujo tema abordou o “Papel da Imprensa em Meio aos Eventos Críticos” e o simulado “Ações de Combate e Prevenção ao Terrorismo”, foi voltado aos profissionais de imprensa, principalmente aqueles que atuam nas editorias policiais.

O evento aconteceu em Curitiba e teve como objetivo expor, de forma dinâmica e interativa, sobre a importância e o papel dos meios de comunicação e imprensa em ocorrências policiais militares de situações críticas como tomada de reféns, rebelião, manifestações, e todo o tipo de situação em que for exigida uma resposta especial dos órgãos de segurança pública.


Durante o encontro, os profissionais receberam orientações sobre como se portar em ocorrências policiais, dando ênfase em um melhor atendimento à imprensa em suas necessidades, tais como entrevistas e tratamento dado aos profissionais durante estes eventos críticos. “Para nós, como Bope, é importante podermos mostrar nosso dia a dia, bem como entender mais do trabalho da imprensa. Estamos do mesmo lado, querendo informar e cuidar da população paranaense”, ressaltou o capitão Cleverson Rodrigues Machado.

Durante a apresentação foram exibidos alguns vídeos para exemplificar situações nas quais policiais e profissionais de imprensa podem trabalhar simultaneamente. Os jornalistas receberam orientações no sentido de como podem colaborar com o trabalho da Polícia Militar em situações de risco e puderam conhecer desde alguns jargões policiais, até táticas adotadas em casos de crise em todo o território paranaense.

O encontro reuniu chefes e diretores dos meios de comunicação (Rádio, televisão, impressos, portais, blogs, e outros) bem como pauteiros, editores, repórteres, cinegrafistas, fotógrafos, auxiliares, free-lancers, e demais profissionais de comunicação social que no cotidiano trabalham com informações de segurança pública ou tenham contato com ocorrências policiais principalmente de alto risco. O Linkada News foi representado pelo jornalista e co-fundador do portal, Adilson Santos.


O curso foi ministrado pelo comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), tenente-coronel Hudson Leôncio Teixeira e pelo comandante da Equipe de Negociação do BOPE, capitão Cleverson Rodrigues Machado.

O mesmo evento já foi promovido, de maneira regionalizada, nas cidades de Ponta Grossa, Maringá, Londrina e Cascavel para profissionais de imprensa de todas as cidades do Paraná. Ao total mais de 120 integrantes de veículos de comunicação e freelancers participaram das instruções, sendo 50 somente em Curitiba e região.

SIMULADO

Ao finalizar a parte teórica, os jornalistas se dirigiram até as proximidades do estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada) para o exercício prático, divididos em dois ônibus (usados no dia a dia pelos policiais) da CiaPChoque. Ao chegar em frente ao estádio, em uma ação rápida do COE, uma simulação de abordagem foi feita em um dos coletivos, simultaneamente à explosão de duas fireballs (geralmente utilizadas para distração).

Um homem foi preso dentro do ônibus.“Infiltramos um policial entre os profissionais de imprensa, o qual fez o papel do Causador do Evento Crítico [CEC], que estaria portando uma arma de fogo e alguns artefatos que poderiam ser usados na produção de uma bomba, o que não foi notado por nenhum dos participantes, mas esta era a ideia”, contou o Comandante do COE, capitão Cezar Hoinatski.

Os policiais abordaram o rapaz e o levaram para fora do ônibus, como se fosse uma situação real, para os procedimentos necessários. O capitão Hoinatski alertou a todos que a pessoa abordada naquela simulação estava sem qualquer característica que demonstrasse perigo aos profissionais da imprensa, como numa situação real poderia ser alguém que aparentemente não demonstraria risco à população no ambiente em que estivesse.

De acordo com o capitão, por isso é necessária uma preparação dos policiais para ação rápida e eficiente. “Trouxemos uma oportunidade, o mais próximo da realidade possível, de mostrar como atuamos em nossos treinamentos”, destacou.


“Para quem nunca tinha participado de algo semelhante, o simpósio serviu para uma melhor compreensão dos serviços do Bope e de como trabalhar em parceria durante momentos de crise, sem deixar de lado a importância da imprensa e seu papel de levar informação à população”, Idionara Marina Bortolossi, integrante do grupo É Paraná e freelancer da Rede Massa.

Marcela Oliveira de Carvalho, produtora na RICTV, nunca tinha participado de nenhum evento parecido e achou a experiência muito válida. “Foi bem interessante para a imprensa entender o lado da polícia, pois às vezes achamos que ela quer evitar que cheguemos mais próximos em um local de ocorrência, mas na verdade agora entendemos que é por segurança; então foi também importante termos noção de que a exclusividade e o furo de reportagem não são tudo, temos que pensar também em nossas vidas”.

"Participar desse encontro foi uma experiência importantíssima que só vem somar ao trabalho desenvolvido diariamente no Linkada News. Quase morri do coração com as bombas que soltaram no simulado, mas sobrevivi", brincou o jornalista Adilson Santos.

Para o capitão Hoinatski o simpósio é uma ação muito importante para ambas as partes. “Nós trabalhamos em cenários congruentes, porém em posições diferentes. Essa somatória de informações nos favorece, para que possamos encontrar soluções para trabalharmos cada vez melhor juntos. Acho que demonstramos as nossas preocupações com a segurança da imprensa, que era o objetivo principal aqui”.

EXPOSIÇÃO


Para complementar a palestra e o exercício prático, no estádio, os profissionais de imprensa puderam conhecer equipamentos e policiais das subunidades do Bope, nos estandes montados especialmente para os convidados. Os comandantes de cada uma delas estavam presentes e explicaram como são as ações e como as equipes atuam em cada ocasião, bem como qual é a relação entre elas.

SIMPÓSIO

O simpósio teve como objetivo expor, de maneira dinâmica e interativa, sobre a importância e o papel dos meios de comunicação e imprensa em ocorrências policiais militares de situações críticas como tomada de reféns, rebelião, manifestações, e todo o tipo de situação em que for exigida uma resposta especial dos órgãos de segurança pública..

Veja abaixo a galeria de fotos desta reportagem:

(Fotos: Divulgação PMPR)


1/1

1/1

1/3

1/1

1/6