495450580893305

Morre padre Wilson, ex-reitor do Seminário Diocesano de Campina Grande do Sul



Faleceu no início da madrugada deste domingo (28), o padre Wilson de Jesus Pereira, ex-reitor do Seminário Diocesano de Campina Grande do Sul. Wilson estava internado no Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, e veio a óbito por causa de complicações de um câncer diagnosticado há cerca de um ano. A doença estava localizada entre o baço e fígado do religioso, e mesmo com o tratamento, acometeu outros órgãos vitais.

Velório

O velório acontece no Santuário do Perpétuo Socorro, no Alto da Glória, em Curitiba, à partir das 9h30. Às 14h está programada uma missa e às 15h o corpo segue para sua cidade natal em Castilho, São Paulo.

Fiéis enlutados

A notícia foi recebida com muita tristeza pelos fiéis que tiveram a oportunidade de conviver e conhecer o padre Wilson. “Meu coração está partido, como eu o amava e continuarei amando... Quanto amor cabia nesse coração, quanto bem ele fez. Esse padre que levou amor às pessoas e as fez voltarem para a igreja”, descreveu uma internauta em homenagem ao religioso no facebook.

“Foi o padre que mais trabalhou pela reitoria. Trazia muitos fiéis. Ajudou e levantou muita gente. Tirava dele próprio para poder ajudar o próximo. Foi um empreendedor, plantou muitas sementes, colheu ótimos frutos. Deixou seu legado e agora vai nos deixar saudades”, comentou outro fiel.

Passagem por Campina Grande do Sul


A passagem do Pe. Wilson por Campina Grande do Sul ficou conhecida por um trabalho inovador de evangelização frente a reitoria do Seminário Diocesano e a Comunidade Nossa Senhora da Saúde, no bairro Araçatuba, onde permaneceu por cerca de cinco anos.

Wilson foi transferido no início de 2016 após mudanças impostas por Dom Edmar Peron, recém-eleito bispo da Reitoria de Paranaguá. Na época, a transferência do padre provocou grande recusa e polêmica entre os fiéis que frequentavam a comunidade onde o religioso comandava.

Segundo afirmam alguns fieis próximos ao padre na época, uma das motivações para sua transferência seria porque o religioso costumava reunir um grande número de pessoas em suas missas. Muitos fiéis acabaram deixando de frequentar suas comunidades locais, o que causou certo desconforto e preocupação entre os demais padres da região pela evasão de pessoas.

Assim que o novo bispo assumiu a liderança da Diocese de Paranaguá, na qual comanda também os trabalhos nas paróquias e comunidades locais, os fieis da comunidade foram informados de sua transferência. A forma repentina em que a mudança foi anunciada pegou o religioso e os fiéis de surpresa.

Atualmente, padre Wilson estava desempenhando trabalhos na Comunidade Bethânia, local destinado a tratamento de dependentes químicos na cidade de São João Batista, em Santa Catarina. A comunidade emitiu uma nota de falecimento agradecendo o período de experiência vivenciado ao lado do religioso. "Agradecemos a Deus a vida desse sacerdote dedicado e ávido das Coisas do Alto, exímio soldado do exército de Cristo. O confiamos a Misericórdia Divina. Com carinho e bênção!", diz parte da nota assinada pelo Pe. Vicente de Paula Neto, bth.

Libertação, curas e milagres

A busca pela cura e libertação levou centenas de fiéis a procurarem ajuda espiritual oferecida pelo Padre Wilson, na comunidade Nossa Senhora da Saúde. No local, eram realizados atendimentos de curas e libertação que aconteciam uma vez por semana.

O trabalho, mesmo realizado de forma restrita e sigilosa, foi além de Campina Grande do Sul e despertou interesse de fiéis de outros estados, a exemplo de uma famosa atriz da Rede Globo, que segundo contam os fieis que participavam dos atendimentos, viajava do Rio de Janeiro até a cidade para se tratamento de uma enfermidade.

Quem participou dos atendimentos afirma ter recebido milagres por intermédio das orações do religioso. Curas de enfermidades e libertação eram as graças mais almejadas e alcançadas pelos fiéis.

Santa do Mel

Em Campina Grande do Sul, um dos eventos organizados pelo padre Wilson e que reunia um grande número de fiéis na cidade era a visita da “Santa do Mel”. Como o próprio nome diz, a santa de forma misteriosa vertia mel de suas extremidades. A imagem de gesso representada por Nossa Senhora de Fátima era trazida do interior de São Paulo todo o mês de março. A santa também percorria outros estados brasileiros e cidades do Paraná. O fenômeno causava comoção em muitos fiéis que acreditavam que o mel que escorria da imagem se dava por meio de uma manifestação divina.

Outras obras

Mesmo sendo transferido, fiéis relembram as obras deixadas pelo padre não somente espirituais, mas também físicas, tais como: a reforma da igreja Nossa Senhora da Saúde e também a construção do novo salão paroquial da mesma comunidade.

(Fotos: Reprodução Facebook)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2