495450580893305

Nutricionista explica os benefícios do melão para a saúde



Frutas típicas do verão, o melão é uma fruta deliciosa e que têm uma ampla variedade de benefícios para saúde. A grande quantidade de água presente na fruta a torna uma excelente pedida para hidratação do corpo e também ajuda a desintoxicar o organismo, já que tem efeito diurético.

De acordo com a nutricionista Greice Kele Padilha, o melão tem diversos nutrientes que proporcionam muitos benefícios para a saúde. “Entre os nutricientes nessa fruta estão o cálcio, vitamina A, vitamina C e as vitaminas do complexo B. Ajuda a desintoxicar o organismo, já que tem efeito diurético por conter potássio, que é importante para diminuir a pressão arterial quando há um consumo regular desta fruta. O melão é também muito rico em bioflavonóides, que são excelentes fontes de antioxidantes e anti-inflamatórios. Grande parte do melão é constituída de água, tornando a fruta uma excelente fonte para hidratação do corpo", explica.

O melão também regula o funcionamento dos rins, especialmente quando se utilizam as sementes de melão para preparar um chá. Segundo Greice, o melão tem uma característica muito importante: ele é alcalinizante. “Isso significa que o melão ajuda as células a limpar o organismo do pH exageradamente ácido, ajudando a reequilibrar o corpo a eliminar toxinas”, ressalta.

Segundo a nutricionista, o mais recomendado é consumir a fruta entre as refeições, nunca como sobremesa. “Como a digestão dele é muito rápida, se for consumido após a refeição, pode ser que ele fique “preso no estômago”, juntamente com outra comida que tenha a digestão mais lenta. Nessa condição, ele pode fermentar e gerar gases. Sempre coma o melão isoladamente”, recomenda.

Além disso, as pessoas devem evitar comer melão em excesso, consumindo no máximo duas fátias por dia. “Ele é digerido muito rápido e isso faz com que a glicose entre muito rápido no sangue, gerando um pico de glicemia. Está contraindicado para diabéticos. Para algumas pessoas os melões podem ser indigestos, por isso que se recomenda o seu consumo moderado”, alerta a nutricionista.

(Foto: Divulgação)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2