495450580893305 Paraná começa a vacinar contra a gripe no final de abril; confira quem será imunizado

Paraná começa a vacinar contra a gripe no final de abril; confira quem será imunizado



A campanha de vacinação contra gripe no Paraná vai começar no dia 25 de abril. O anúncio foi feito pelo secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, que ainda detalhou sobre a intenção do Governo do Paraná de adquirir por conta própria vacinas contra a dengue para oferta na rede pública de saúde.

Os anúncios foram feitos em Curitiba, durante coletiva de imprensa. O objetivo foi fazer um balanço dos resultados alcançados pela Pasta após uma série de audiências com autoridades de saúde, em Brasília, nesta semana.

Com a antecipação da campanha, os paranaenses terão mais cinco dias para serem imunizados contra os vírus da gripe. A medida deve ser tomada também pelos outros Estados do Sul. Segundo o Ministério da Saúde, a campanha nacional deve começar apenas em 30 de abril.

Em 25 de abril, o Paraná já terá recebido 48% do total de doses previstas para todo o período de imunização. O restante virá em lotes enviados semanalmente pelo Ministério. Até 20 de maio, data estipulada para o término da campanha, o Estado deve vacinar 2,9 milhões pessoas.

Assim como no ano passado, terão direito à vacina gratuita idosos (+60 anos), crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mulheres com pós-parto de até 45 dias (puérperas), doentes crônicos, profissionais de saúde, indígenas, trabalhadores e detentos do sistema prisional.

De acordo com o coordenador estadual de Imunização, João Luis Crivellaro, a meta é vacinar 80% deste público-alvo, mas o Paraná espera atingir uma cobertura vacinal próxima a 95% e 98%. “Historicamente, somos sempre um dos primeiros Estados a atingir esta meta. Neste ano, queremos alcançar esses índices o mais cedo possível, garantindo a imunização dos grupos prioritários de forma mais precoce”, ressaltou.

A vacina demora pelo menos duas semanas para fazer efeito. Ela é eficaz contra os três tipos do vírus da gripe mais circulantes no País – Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Em adultos, a dose é única. Já para crianças, é preciso completar o esquema vacinal de duas doses para que o imunobiológico conceda a proteção desejada.

Vacina da dengue

Na coletiva de imprensa desta sexta, o secretário da Saúde Michelle Caputo informou também que o Paraná deverá oferecer gratuitamente, a partir de junho, uma vacina pioneira contra a dengue na rede pública de saúde. As doses serão adquiridas com recursos próprios do governo estadual, visto que a União – responsável pelo programa de imunização – ainda não sinalizou a inclusão da vacina no calendário básico do SUS (Sistema Único de Saúde).

Tão logo seja estabelecido o preço máximo da vacina, o Estado dará andamento às negociações com a indústria farmacêutica francesa Sanofi Pasteur, produtora da única vacina contra a dengue devidamente registrada no Brasil. Na primeira etapa o Paraná pretende adquirir 500 mil doses.

Estudos realizados pelo Sanofi revelam que a aplicação da vacina em larga em escala reduz em até 93% o número de casos graves de dengue. A medida também tem impacto direto no número de internações, que pode cair em cerca de 81% em locais com campanhas de vacinação.


1/1

1/1

1/3

1/1

1/6