495450580893305 Passagens de ônibus aumentam na Região Metropolitana de Curitiba

Passagens de ônibus aumentam na Região Metropolitana de Curitiba



Na última sexta-feira (22), o Governo do Paraná junto à Prefeitura de Curitiba anunciou o reajuste da tarifa dos ônibus coletivos da capital, que subiu para R$ 4,50, mesmo com o subsídio de R$ 150 milhões. Até então, o valor das passagens da região metropolitana não havia sido alterado, no entanto, nesta terça-feira (26), a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) anunciou o reajuste médio de 3,7% nas passagens.


A nova tabela de preço começa a valer a partir da zero hora (0h) da quinta-feira (28). “A maioria dos usuários da região metropolitana terá reajuste de 3%. Para as cidades mais distantes, não haverá reajuste”, disse o presidente da Comec, Gilson Santos.


NOVOS VALORES - A nova gestão da Comec cortou quatro degraus tarifários. Antes havia nove e agora são cinco, distribuídos em três anéis - conforme a distância em relação à capital.


O primeiro anel, formado pelas cidades vizinhas da capital - Almirante Tamandaré, Araucária, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Fazenda Rio Grande, Pinhais e São José dos Pinhais -, terá tarifa única de R$ 4,50.


No segundo anel - Balsa Nova, Campina Grande do Sul, Itaperuçu, Piraquara, Quatro Barras e Rio Branco do Sul -, as passagens variam de R$ 4,50 a R$ 4,75. Por exemplo, em Campina Grande do Sul e Piraquara, a linha integrada custará R$ 4,50 e a direta até Curitiba, R$ 4,75.


No terceiro anel, onde ficam as cidades mais distantes de Curitiba, os valores serão congelados e permanecem de R$ 4,90 a R$ 6,50. A linha de Mandirituba até o Pinheirinho, por exemplo, custa R$ 4,90 e a que vai até o Centro de Curitiba terá o valor mantido em R$ 6,50. A linha integrada para Bocaiúva do Sul continua em R$ 5,30. Para Agudos do Sul, Quitandinha e Contenda, a passagem segue em R$ 6,50.


RECARGA – Quem carregar o cartão Metrocard nesta terça (26) e quarta-feira (27), ainda poderá utilizar os créditos com o valor antigo por 30 dias. Após esse período, se o usuário ainda tiver saldo no cartão, será descontado o valor da nova tarifa.


(Foto: Luis Linkada)

1/1

1/4

1/7

1/1

1/6

1/5