495450580893305

Pesquisa mostra queda em nascimentos e casamentos no Paraná; óbitos e divórcios aumentaram



Uma pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com Estatísticas do Registro Civil de 2016 mostra que no ano passado, houve uma queda de 3,9% no número de nascimentos no Paraná, em relação a 2015.

Segundo o instituto, ocorreram e foram registrados 154.077 nascimentos no estado, enquanto no ano anterior foram registrados 160.338 nascimentos. Em Curitiba, a redução foi ainda maior, 5,2%, enquanto em todo país o número chega a 5,1%.

Dentro da pesquisa foram incluídos ainda dados referentes ao número de casamentos, divórcios e óbitos.


Casamentos diminuem entre 2015 e 2016

Em 2016, no Paraná, foram registrados 61.868 casamentos civis, sendo 230 entre pessoas do mesmo sexo. Na comparação com 2015, quando houve 65.264 casamentos – 297 entre casais homoafetivos, redução é de 5,2%.

No Brasil como um todo, a queda é de 3,7% e em Curitiba, 0,3%.


Divórcios aumentam no Brasil e diminuem no Paraná

Enquanto no Brasil, entre 2015 e 2016, houve um aumento de 4,7% na quantidade de divórcios concedidos em 1ª instância ou por escrituras extrajudiciais, o Paraná registrou queda de 0,9%. Com 23.097 divórcios, o número é o menor registrado desde 2012, quando 23.196 casais se divorciaram no estado.

Para a maioria dos casais (20,4%), o tempo transcorrido entre a data do casamento e a da sentença ou escritura do divórcio foi de 26 anos ou mais.

Curitiba é a cidade paranaense em que houve o maior número de divórcios em 2016: 3.739. Em relação a 2015, a capital seguiu a tendência nacional, apresentando um aumento de 5,1% na concessão de divórcios.


Óbitos aumentam 5,7% no Paraná

Considerando os registros com informações de sexo e idade da pessoa falecida, de 2015 para 2016, o número de óbitos no Paraná passou de 70.440 para 74.477, o que representa um aumento de 5,7%.

No estado, em 2016, maioria das mortes ocorreu por causas naturais (92,5%) e entre pessoas acima dos 65 anos (59,8%).

No Brasil, entre 2015 e 2016, o aumento no número de óbitos foi de 3,5%, passando de 1.227.396 para 1.270.898.

Para mais informações sobre as Estatísticas do Registro Civil 2016, clique aqui.


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2