495450580893305 PM adentra quintal de residência em Quatro Barras e mata cachorro com tiro durante ação policial

PM adentra quintal de residência em Quatro Barras e mata cachorro com tiro durante ação policial



Latidos, seguidos de barulho de tiro. Esses foram os momentos de tensão vividos por uma família do bairro Jardim das Acácias, em Quatro Barras, na noite dessa terça-feira (10), durante uma ação de policiais militares. O caso foi registrado na delegacia da cidade.

De acordo com informações, o casal, na companhia dos filhos, jantava no momento do ocorrido, por volta das 20h30. Ao ouvirem o disparo todos se assustaram imaginando que pudesse se tratar de um assalto.

Ao olharem para fora, viram o cachorro de estimação, um rottweiler mestiço, agonizando no quintal de casa. Em seguida, um homem já dentro do terreno e com uma arma em punho, se aproximou e se identificou como policial militar. No portão, um outro PM acompanhava o desfecho da ocorrência, conforme relatou a família em depoimento à Polícia Civil nesta quarta-feira (10).


Na abordagem, o PM confessou ter atirado contra o cão após o animal investir contra ele. Segundo a corporação, os PMs chegaram à casa para averiguar uma denúncia de que no local estava um veículo Ônix branco, que estaria sendo usado em assaltos no município de Campo Largo. Após checagem da documentação, nada ilícito foi encontrado.

A família foi orientada a procurar a delegacia no dia seguinte para averiguar uma possível clonagem de placas. Na unidade policial, no entanto, o casal foi informado que apenas as iniciais do emplacamento eram parecidas.

O cachorro atendia pelo nome de Bob e estava com a família há 10 anos. O animal foi morto com um tiro na cabeça. O policial militar que desferiu o disparo pertence ao 22º Batalhão da Polícia Militar. O batalhão se manifestou por meio de nota sobre o caso.

Nota

O 22º Batalhão da PM informa que durante o atendimento à ocorrência, após solicitação via Central de operações Policiais (COPOM), dois cães atacaram um policial, que desferiu o tiro para defender-se. Segundo informações do boletim de ocorrência, o proprietário da residência franqueou a entrada dos policiais. Ao final da ocorrência, os policiais militares orientaram o proprietário da residência a procurar uma delegacia nesta quarta-feira.

Em relação a este fato, ou qualquer outro que a família esteja em desacordo, a PM orienta a parte ofendida a formalizar denúncia, junto à Corregedoria da PM, ou diretamente no 22º Batalhão, levando informações para apuração.

(Fotos: Colaboração Cristiane Fortes)


1/1

1/1

1/3

1/1

1/6