495450580893305 Polícia elucida homicídio que aconteceu em 2014 em Quatro Barras

Polícia elucida homicídio que aconteceu em 2014 em Quatro Barras



Foi elucidado no início deste ano, o crime de homicídio que vitimou Daniel Augusto de Oliveira Firman, 28 anos, em abril de 2014 no município de Quatro Barras. O assassinato aconteceu após uma discussão de rua. O suspeito de causar a morte do rapaz foi preso após uma investigação da polícia sobre outro crime que aconteceu no mesma região, envolvendo uma tentativa de assalto a estabelecimento comercial, no dia 25 de dezembro de 2018.


No dia em que aconteceu o assassinato, segundo afirmou a polícia, Daniel estava em uma rua cuidando de algumas crianças quando o suspeito passou em alta velocidade. Após uma reclamação de Firman sobre a velocidade do veículo, o motorista foi embora e retornou ao local pouco tempo depois, quando efetuou os disparos contra a vítima. “As investigações apontam que a causa do homicídio possa ter ligação com a ex-namorada do suspeito, que estava próximo ao local do crime. É provável que a motivação tenha sido por ciúmes”, explicou o delegado-titular da delegacia de Quatro Barras, Luiz Carlos de Oliveira.


Maique de Oliveira Boaventura, 25 anos - que foi reconhecido como suspeito do homicídio - foi encontrado no dia 03 de janeiro, após diligências em relação ao outro crime, além da polícia receber informações de que em uma residência próxima havia um rapaz que comercializava drogas. Ele foi preso em flagrante com 12 pinos de cocaína, em uma ação conjunta da Delegacia de Quatro Barras com a Guarda Municipal de Quatro Barras e de Campina Grande do Sul.


Para o delegado-titular, o que ajudou na elucidação do homicídio foram as características de Boaventura. “Maique tinha a mesma tatuagem específica no pescoço e marcas de ter utilizado alargador na orelha. Estas duas informações foram repassadas para a polícia na época do homicídio, por testemunhas do crime”, finalizou.


A TENTATIVA DE ASSALTO - Roberto Telles da Silva, de 43 anos, tentou assaltar um estabelecimento comercial no centro de Quatro Barras e, após uma troca de tiros com a Guarda Municipal da região, acabou baleado e conseguiu fugir. Silva foi preso na mesma data em que a polícia encontrou o rapaz suspeito do assassinato de Daniel.

(Foto: Luis Linkada)

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6