495450580893305 Polícia prende enteada que encomendou morte de padrasto em SJP; namorado também foi preso

Polícia prende enteada que encomendou morte de padrasto em SJP; namorado também foi preso



A Polícia Civil do Paraná apresentou na tarde desta segunda-feira (21) na Delegacia de São José dos Pinhais, o casal de namorados Thainá Maria Rodrigues Lima, 18, e Patrick da Silva Cordeiro, 19 anos, apontados como participantes da morte de José Cícero do Nascimento, 44 anos, ocorrido há quatro meses na cidade.

O casal estava foragido e foi preso na última sexta-feira (18), Patrick no município de Quatro Barras e Thainá na região da Represa do Capivari. O crime teve participação também de outros dois homens que encontram-se foragidos. Eles foram identificados como Sidivaldo Batista de Oliveira, 50 anos, e Pablo Henrique Bueno, 18 anos. De acordo com a Polícia, Thainá era enteada da vítima e convenceu o namorado e outros dois comparsas a darem um susto no padrasto. A ideia, no entanto, acabou indo mais além, e os rapazes acabaram torturando e matando José Cícero em sua casa, no bairro Barro Preto, no dia 21 de julho.


Os suspeitos tiraram o homem da cama e passaram a torturá-lo. Além de agressões físicas, a vítima também foi ferida com golpes de chave de fenda e teve seu corpo queimado – momento em que começou a se debater e tentou fugir do local gritando por socorro.

O homem conseguiu correr até um matagal e os suspeitos foram atrás dele, agredindo-o com pedaços de madeira e por fim, pediram para que Thainá pegasse uma faca e cortaram o pescoço da vítima para que se certificassem de sua morte. Após o crime, Thainá confessou que escondeu todos os objetos utilizados na execução, sendo que as facas foram encontrados dentro da caixa de gordura da residência, no decorrer das investigações.

Desacordo familiar

A confusão teria começado depois que o padrasto expulsou Thainá e o namorado de casa, pois não estava satisfeito em ter que sustentar o casal que morava no mesmo local. A mãe da jovem não concordou com a atitude do marido e foi embora junto com a filha para a casa de familiares, no município de Quatro Barras. Na delegacia, a jovem relatou que o padrasto havia ficado inconformado porque sua mãe havia ido embora junto com ela e ligou pedindo para que fosse retirar o resto de suas cosias da casa, caso contrário ele colocaria tudo para fora. Alegou ainda que, irritada com a situação, naquele mesmo dia convidou outras três pessoas para dar um “susto” em Nascimento.

Garota forjou preocupação com padrasto, diz polícia


O delegado responsável pelas investigações, Michel Teixeira Carvalho, ressalta que a equipe já estava trabalhando no caso há quatro meses. “A garota havia tentado forjar uma preocupação com o padrasto, no dia 23 de julho deste ano. Ela e a mãe retornaram na residência de Nascimento, alegando que ele não atendia mais aos telefonemas e já havia se ausentado do trabalho. Na ocasião, Thainá em companhia de um vizinho, “localizou” o corpo nos fundos do terreno e acionou a Polícia Militar”, contou o delegado. Os quatro suspeitos responderão por homicídio qualificado. Se condenados, poderão pegar até 30 anos de prisão. Thainá e Cordeiro estão presos à disposição da Justiça. As investigações continuam, no intuito de localizar e prender os outros dois homens envolvidos no crime, que se encontram foragidos.

(Fotos: Carlos Soares/Polícia Civil)


1/1

1/4

1/7

1/1

1/6

1/5