495450580893305 Prefeito de Campina assina ordem de serviço para novo colégio no Ribeirão Grande

Prefeito de Campina assina ordem de serviço para novo colégio no Ribeirão Grande



O prefeito de Campina Grande do Sul, Bihl Zanetti, assinou uma ordem de serviço autorizando a execução do projeto para construção do novo colégio estadual no Ribeirão Grande. O documento foi formalizado junto à empresa responsável pelos trabalhos na última sexta-feira (22), na Escola Municipal Santa Letícia.


Além do lançamento oficial das obras, foi feito durante o evento a entrega dos uniformes e kits escolares para os alunos da Escola Santa Letícia. O prefeito ressaltou a escolha da localidade do Ribeirão Grande para o início gradativo das entregas dos uniformes e kits escolares à toda a rede municipal de educação.


“Há um significado muito importante ao começarmos esta entrega aqui. Primeiro, porque aproveitamos o momento para darmos a largada à obra do colégio estadual. E em segundo lugar, porque após o termino da obra muitos dos alunos aqui hoje presentes poderão dar sequência aos seus estudos sem ter que se deslocar de sua comunidade”, enfatizou Bihl Zanetti.


A OBRA – De acordo com a Prefeitura Municipal, a previsão é que a conclusão da obra ocorra num prazo que levará entre 18 e 24 meses devido ao volume de trabalhos e aspectos logísticos, à exemplo de distância, transporte e armazenagem de matérias primas.


Os investimentos totalizam cerca de 4,2 milhões de reais e são provenientes da Secretaria Estadual da Educação (SEED). O município não precisará investir nenhuma quantia como contrapartida. O novo estabelecimento de ensino será amplo, totalizando uma área construída de 2.350m², já contando inclusive com um ginásio poliesportivo coberto.


Após a conclusão do projeto, o colégio irá atender centenas de alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º do Ensino Médio. O público será formado por estudantes das localidades de Ribeirão Grande, Barragem, Jaguatirica e demais regiões da área rural de Campina Grande do Sul, incluindo proximidades com a divisa entre o Paraná e o estado de São Paulo.


OBRAS PARALISADAS - As obras nesta instituição estavam paralisadas devido às investigações da Operação Quadro Negro, mas agora serão retomadas com a autorização do município.


(Foto: Reprodução/ Facebook Bihl Zanetti)

1/1

1/4

1/7

1/1

1/6

1/5