495450580893305

Prepare o bolso: com aumento de imposto, 95 mil produtos ficam mais caros no Paraná



A partir desta quarta-feira (1º) o preço de 95 mil itens vendidos no Paraná está mais caro. O aumento é uma consequência do reajuste no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), imposto que incide sobre quase todas as mercadorias e serviços. A lista de produtos é variada, incluindo alimentos, pães, bebidas, medicamentos, e gás de cozinha.

Para quase todos os produtos a alíquota do ICMS sobe de 12% para 18%. As excessões são a gasolina e etanol, que terão alíquota elevada de 28% para 29%.

Apenas no setor farmacêutico, são cerca de 20 mil itens que ficam mais caros a partir deste mês. O reajuste depende da categoria, podendo chegar a 7,7%. Os antibióticos, produtos com alta concorrência no mercado, estão nesta lista. O reajuste da alíquota do ICMS também altera o preço do gás de cozinha, que subiu aproximadamente R$ 4,50 por botijão. O preço base no Paraná ficou em torno de R$ 50,00.

O reajuste da alíquota do ICMS foi proposto pelo governo estadual e aprovado pelos deputados na Assembleia Legislativa em dezembro de 2014. A medida estava inserida no chamado “pacotaço”, que se configurou como uma série de medidas de austeridades com o intuito de alavancar o caixa do governo.


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2