495450580893305
top of page
  • Foto do escritorPortal Linkada News

Quadrilhas envolvidas em tráfico de drogas e homicídio são alvos da Operação Litoral Seguro

Da Redação com AENPR

Foto: Divulgação/Polícia Militar do Paraná

Uma grande operação foi desencadeada nas cidades de Matinhos, Pontal do Paraná, Paranaguá, Colombo e Araucária na madrugada de ontem, quinta-feira (05), para desarticular três quadrilhas envolvidas em tráfico de drogas e homicídios no Litoral.


O balanço parcial até às 11 horas de ontem é de que 30 prisões e 32 mandados de busca e apreensão foram cumpridos, além da apreensão de 700 gramas de maconha, de 200 gramas de crack e 18 munições de variados calibres. Devido à estratégia prévia das equipes policiais, em todos os cumprimentos judiciais não houve confrontos e os encaminhamentos ocorreram sem problemas. A ação faz parte do planejamento da Polícia Militar para a Operação Verão 2019/2020.


Em complemento a esta operação, o 9º Batalhão desencadeou outra ação na quarta-feira (04) no Litoral, que resultou na apreensão de um adolescente, além da apreensão de duas armas de fogo (uma pistola e um revólver), 11 munições e 170 buchas de cocaína.


A investigação para apurar a ação das quadrilhas durou quase um ano, e contou com o apoio do Ministério Público de Pontal do Paraná, para a emissão dos mandados judiciais e nas diligências feitas pelas equipes policiais para verificar a rotina dos criminosos desde o envio, passando pela distribuição e preparo das substâncias, até chegar aos pontos de venda das drogas. Os cumprimentos iniciaram-se às 6 horas, com equipes distribuídas em Matinhos, Pontal do Paraná, Paranaguá, no Litoral, e Colombo e Araucária, na Região Metropolitana.

“Fizemos essa ação para que a gente possa minimizar ao máximo os efeitos da criminalidade ao cidadão de bem. Sabemos que o tráfico de drogas alimenta outros crimes como furtos, roubos e até mesmo os mais graves, como explosão de caixas eletrônicos”, explicou o subcomandante do 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), coronel Sérgio Augusto Ramos.


Ele também afirmou que a operação Litoral Seguro faz parte de um conjunto de esforços da Polícia Militar da pré-temporada de verão, para retirar de circulação drogas, armas, pessoas foragidas da justiça, e desmobilizar grupos criminosos envolvidos em homicídios e tráfico de drogas. “Observamos várias atividades relacionadas ao tráfico de drogas, por isso fizemos um plano de combate a esse crime para que, quando os veranistas chegarem ao Litoral, tenham mais segurança para o lazer”, disse.


Durante o trabalho de apuração, os policiais militares descobriram que o centro de atuação dos grupos criminosos era em Pontal do Paraná, nos balneários de Praia de Leste, Primavera, Shangri-lá e Pontal do Sul. Dali, mantinham integrantes em pontos da Região Metropolitana (Araucária e Colombo). Durante o período de investigações, quatro pessoas foram presas e um fuzil de calibre 7,62 e 50 munições do mesmo calibre apreendidos.

De acordo com o coronel Ramos, as pessoas que foram presas durante a operação podem responder por organização criminosa, tráfico de drogas, posse/porte ilegal de arma de fogo, receptação, falsidade ideológica, dentre outros crimes. Ainda segundo ele, outras ações da PM estão sendo feitas, em vários pontos do Litoral, para desmantelar organizações criminosas.

Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
bottom of page