495450580893305 Terceiro suspeito de participação na morte de empresário em Campina Grande do Sul é preso

Terceiro suspeito de participação na morte de empresário em Campina Grande do Sul é preso



Na manhã desta terça-feira (20) a Polícia Civil prendeu o terceiro suspeito de participação do sequestro seguido de morte do empresário Joel do Vale de Andrade, 63 anos, crime registrado no dia 10 de março na localidade do Rio Abaixo, área rural do município de Campina Grande do Sul. O homem, de 43 anos, recebeu voz de prisão nas dependências de um auto-center na região da Vila Lindóia, em Curitiba.

Desde o dia 10 de março, data em que tudo aconteceu, a Polícia Civil de Campina Grande do Sul vem trabalhando para localizar os envolvidos no crime tratado como latrocínio consumado e tentado, já que na data do sequestro a funcionária do empresário, de 54 anos, sofreu uma tentativa de homicídio e sobreviveu a um tiro na nuca.

De acordo com a Polícia Civil, a sobrevivente conhecia os autores e passou as informações à equipe de investigação, que logrou êxito em cumprir o mandado de prisão de outros dois suspeitos, de 53 e 33 anos, horas depois do ocorrido. A dupla se tratava do tio e sobrinho e teriam simulado um roubo à casa do empresário, onde fugiram com o veículo da família.

O crime

O crime teve início no bairro Lindóia, em Curitiba, e o desfecho ocorreu no município de Campina Grande do Sul. Na ação, os suspeitos simularam um roubo à casa do empresário, em que sequestraram ele e a funcionária dele. Os envolvidos amarraram as duas vítimas e fugiram levando um veículo da família, um Nissan Frontier.


Ao chegar em uma estrada rural da localidade do Rio Abaixo, em Campina Grande do Sul, os suspeitos executaram o empresário com um tiro na cabeça, e ainda efetuaram um disparo na nuca da mulher, que em estado de choque permaneceu desacordada por alguns minutos. Ao recuperar a consciência, a vítima conseguiu pedir socorro em um pesque-pague na região. “Por questão de milímetros ela não ficou tetraplégica”, conta o delegado.

A motivação do crime, segundo apontam as investigações, foi referente a uma dívida que o empresário tinha com um dos envolvidos. “O homem de 53 anos era sócio de um auto-center na cidade de Curitiba, e o empresário estava devendo um veículo no valor de R$ 20 mil. A inadimplência desta dívida, levou os dois presos a planejarem este roubo”, afirmou o delegado João Marcelo Renk Chagas, responsável pelas investigações.

(Fotos: Divulgação Polícia Civil)


1/1

1/4

1/7

1/1

1/6

1/5