495450580893305 Três partidos dominam a Câmara Campina após definições partidárias

Três partidos dominam a Câmara Campina após definições partidárias

Atualizado: Abr 7

Acabou no último sábado (04), o prazo para as filiações partidárias com a finalidade de lançar candidatura nas próximas eleições municipais, que devem ocorrer em outubro deste ano. A movimentação dentro dos partidos foi intensa nos últimos dias para filiar os pré-candidatos e assim ter condições, após convenções, de lançar as chapas de vereadores e os candidatos a prefeito e/ou vice.


No caso dos vereadores que compõem a casa de leis de Campina Grande do Sul, grande parte, num total de cinco, aproveitou a janela partidária para mudar de legenda sem a possibilidade de perda do mandato por infidelidade.


Foto: Câmara Campina

Outros seis continuaram nas legendas em que foram eleitos:

Os vereadores Sergio Cavagni, Eugênio Zanona, Cilon Junior, Lucas Shenen, Rene Henemann e a vereadora Carol Mascarenhas permaneceram nas mesmas legendas. Os demais parlamentares mudaram de sigla para a disputa eleitoral neste ano.


A partir de agora, apenas três partidos dominam as cadeiras na câmara municipal campinense. A maioria faz parte do Partido Social Democrático (PSD), comandado pelo atual prefeito Bihl Zanetti e soma seis legisladores. Quatro parlamentares compõem o Partido Socialista Brasileiro (PSB), sigla liderada pelo ex-prefeito Luiz Carlos Assunção. Quem fecha a composição da casa é o Partido Liberal (PL), sendo o presidente da sigla o vereador e ex-secretário municipal Sergio Cavagni.


A partir de agora, os eleitores devem saber mais sobre o tom que deve ditar a disputa do pleito, tanto no legislativo, quanto para o executivo.


Confira como ficou a filiação dos 11 vereadores.


Muraram para o PSD:

Anderson Cardoso - (ex-PDT)

Amarildo Bandeira - (ex-PSC)

Cleverson Dalprá - (ex-DEM)

Venício Ferreira - (ex-PSC)

Felipe Veiga - (ex-PSL)


Permanecem no PSB:

Carol Mascarenhas

Cilon Júnior

Lucas Shenen

Rene Henemann (Assumiu suplência do vereador Geraldo Vaquinha PSDB)


Permanece no PSD:

Eugênio Zanona


Permanece no PL:

Sergio Cavagni

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6