495450580893305

Três pessoas são presas durante operação da Denarc em Campina Grande do Sul


Após denúncias feitas pela população de Campina Grande do Sul, sobre tráfico de drogas na região, a Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) junto com a Guarda Civil Municipal prenderam três pessoas, com idades entre 19 e 24 anos, em uma operação, durante o cumprimento de dez mandados de busca e apreensão nos bairros Jaguatirica, Capivari, Ribeirão Grande, Jardim Paulista, Jardim Ceccon, Eugênia Maria e Jardim Florida, na manhã de quinta-feira (23).

Na abordagem, a polícia apreendeu crack, cocaína, maconha, balança de precisão, R$5 mil, uma espingarda modificada que virou uma arma calibre 32 e, aproximadamente, 1.115 comprimidos conhecidos por ‘rebite’, que é uma medicação usada com frequência por caminhoneiros para se manterem acordados por bastante tempo.

Segundo a delegada Camila Ceconello, da Denarc, a equipe policial recebeu a denúncia e, então, acionou o poder judiciário de Campina Grande do Sul e o Ministério Público, para que a polícia pudesse cumprir os mandados de busca e apreensão e confirmar as suspeitas.


A delegada ainda explicou como acontecia a participação dos envolvidos na quadrilha. “A mulher trabalhava em um Lava-Car no bairro Jardim Paulista, onde fazia a venda da droga. Encontramos entorpecentes em sua residência. Já, com os dois irmãos, apreendemos o ‘rebite’, que é vendido para caminhoneiros e contém anfetamina, que não tem a comercialização permitida”, destacou.

Os comprimidos vão passar por uma perícia para comprovar se realmente contém anfetamina e também verificar outras substâncias que possam fazer parte da composição dele. Sobre a origem do “rebite”, a suspeita é que esse comprimido venha do Paraguai.

Os suspeitos e materiais apreendidos foram encaminhados à Denarc. Os dois irmãos responderão por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Já, a mulher envolvida na quadrilha, responderá pelo crime de tráfico de drogas.

(Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná)

#Denarc #LinkadaNews #tráficodedrogas

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2