495450580893305

Vacinação contra o sarampo acontece neste sábado em todo o Paraná

Da Redação com AENPR

Foto: Divulgação/AENPR

O “Dia D” para a vacinação contra o sarampo acontece neste sábado (19) em todo o Paraná. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, todas as unidades básicas de saúde estarão abertas para aplicação das doses. O secretário da pasta, Beto Preto, reforçou o chamado para que pais e responsáveis levem as crianças com mais de seis meses e menos de cinco anos para serem imunizadas.


O sarampo é uma infecção viral, aguda, altamente contagiosa, transmitida por via aérea, através da fala, espirro, tosse e respiração. Pode acometer todas as faixas etárias suscetíveis, tendo maior gravidade nas crianças. O vírus do sarampo pode levar a complicações como encefalite, meningite e pneumonia. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde e os municípios paranaenses, reforça a campanha de vacinação.


BOLETIM - De acordo novo Boletim Epidemiológico divulgado pela secretaria estadual na quinta-feira (17), são 157 casos de sarampo no Paraná confirmados até esta quarta (16). Somente nesta última semana foram mais 54 pessoas com a doença. É um aumento de mais de 50% de casos confirmados em relação à semana anterior, que somava 103. Outros 284 casos estão em investigação. Em Curitiba,123 pessoas já tiveram ou ainda estão com sarampo.


Quando ampliado para a Região Metropolitana, o número sobre para 151. No Interior, os municípios que registram casos confirmados são: Londrina (1 caso), Jacarezinho (1), Ponta Grossa (1), Maringá (2) e Rolândia (1). A maioria dos casos é registrada em adultos jovens, com idade entre 20 e 29 anos.


CAMPANHA DE VACINAÇÃO – A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo iniciou no dia 7 deste mês e está dividida em duas etapas. Entre 7 e 25 de outubro, o objetivo é ampliar a vacinação em crianças de 6 meses a menores de cinco anos de idade – quatro anos, 11 meses e 29 dias. O Dia D é neste sábado (19). A segunda etapa da campanha acontece de 18 a 30 de novembro. Nesta fase, os adultos jovens, com idade entre 20 e 29 anos, são o público-alvo, com o dia D no sábado (30).


SINTOMAS – Os sintomas mais comuns do sarampo são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite e exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo). Podem ocorrer também cefaleia, indisposição e diarreia. Como não existe tratamento específico para o sarampo é importante ficar atento ao aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período médio de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.


“Pedimos para quem tiver os sintomas que procure o quanto antes o serviço médico para ser medicado e receber as instruções sobre o monitoramento da evolução da doença”, disse o secretário Beto Preto.


Esquema de vacinação por idade:


De 6 a 11 meses A criança deve receber a dose zero da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. (Esquema de vacinação especial, orientado pelo Ministério da Saúde, de acordo com o atual cenário epidemiológico).

Aos 12 meses de idade Receber a 1ª dose de rotina da vacina Tríplice Viral

Aos 15 meses de idade Receber a 2ª dose de rotina da vacina Tríplice Viral.

Até 29 anos

Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral, com intervalo de 30 dias.

30 a 49 anos

Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da vacina Tríplice Viral.


CONTRAINDICAÇÃO - A vacina é contraindicada em gestantes. Pessoas imunocomprometidas deverão ser avaliadas e orientadas antes da vacinação.

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2