495450580893305

Vacina contra a gripe já está disponível nos postos de saúde



Cerca de 2,9 milhões de paranaenses terão direito à vacina contra a gripe, de acordo com o governo estadual. A campanha teve início nesta segunda-feira (4) e segue até o dia 22 de maio. Idosos, crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, gestantes, mulheres com pós-parto de até 45 dias, doentes crônicos, profissionais de saúde, indígenas e trabalhadores ou detentos do sistema prisional serão imunizados gratuitamente.

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde para o Paraná é vacinar pelo menos 80% do público-alvo da campanha. Porém, o objetivo do estado, de acordo com o governo estadual, é atingir entre 95% e 98% dos grupos prioritários. A vacina está disponível em todas as 2,5 mil unidades de saúde do estado.

Em adultos, a vacina é administrada em uma única dose. Já para crianças são duas doses, sendo a segunda 30 dias após a primeira. Seu uso é contraindicado para pessoas que já apresentaram reações adversas em campanhas anteriores ou que tenham alergia a ovo. A campanha de vacinação contra a gripe segue até o dia 22 de maio.

Veja os documentos exigidos para se vacinar contra a gripe: Crianças (seis meses a um quatro, 11 meses e 29 dias): carteira de vacinação, registro de nascimento ou carteira de identidade. Idosos (acima de 60 anos): carteira de identidade. Grávidas: carteira da gestante. Mulheres até 45 dias após o parto: carteira da gestante e documento do bebê. Doentes crônicos: poderão se vacinar nas unidades de saúde e nas unidades volantes, desde que estejam com a prescrição médica. Preferencialmente, os pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos onde realizam o tratamento. Se na unidade de saúde onde são atendidos regularmente não existir um posto de vacinação, os pacientes devem solicitar prescrição médica e se dirigirem a outro posto. Profissionais de saúde: serão vacinados nos hospitais ou unidades onde atuam, ou ainda nos postos de vacinação, mediante apresentação de declaração do médico responsável pelo serviço onde o profissional trabalha. Indígenas: serão vacinados em casa pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Trabalhadores ou detentos do sistema prisional: serão vacinados pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde nas delegacias e presídios.

(Foto: Divulgação)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2