495450580893305 Vereadores de Campina rejeitam projeto de Controle de Natalidade de cães e gatos

Vereadores de Campina rejeitam projeto de Controle de Natalidade de cães e gatos


O Indicativo de Projeto de Lei 07/2017, de autoria do vereador e presidente da casa de leis, Sergio Cavagni (Serginho) - (PR), que previa instituir a política municipal de Controle de Natalidade de Cães e Gatos na cidade de Campina Grande do Sul, foi rejeitado já em sua primeira votação na Câmara Municipal em sessão ordinária realizada no dia 21 de agosto, com placar de 7 votos contra e apenas 4 votos a favor à medida.


O documento foi protocolado ainda no primeiro trimestre deste ano, mais precisamente no dia 10 de abril, e entrou em tramitação na mesma sessão em que foi reprovada pelos vereadores Anderson Cardoso (PDT), Ana Carolina (PSB), Cilon Junior (PSB), Cleverson Dalprá (DEM), Felipe Veiga (PSL), Lucas Sehnem (PSB) e Venício Ferreira (PSC). Além do autor, os três vereadores favoráveis ao projeto foram Amarildo Alegro Bandeira (PSC), Eugênio Zanona (PSD) e Geraldo de Souza (Vaquinha) - (PSDB).

Em seu conteúdo, o Indicativo possuí 10 artigos que regulamentariam o controle de esterilização e também as proibições com relação ao extermínio dos animais como forma de controle populacional e sanitário, além das políticas públicas a serem postas em prática. Na justificativa dos parlamentares contrários à medida, prevaleceu o discurso unânime que o poder executivo já estaria promovendo um programa similar ao proposto pelo legislador.

Em entrevista ao Linkada News, o vereador Sergio Cavagni disse estar desapontado com a negativa dos colegas, mas que vai dialogar com o executivo para que a iniciativa se torne uma realidade. "Vamos continuar na luta aqui na Câmara e temos certeza do bom censo do nosso prefeito, pois o tema também é uma questão de saúde pública e nossas forças estão concentradas na melhoria no bem estar animal e também da vida das pessoas", disse.

(Foto: Luis Linkada)


1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6