495450580893305 Volta às aulas: Cuidados com a escolha do transporte escolar

Volta às aulas: Cuidados com a escolha do transporte escolar



Com a volta às aulas uma das coisas que preocupam os pais é sobre a qualidade e confiança do transporte escolar que irá conduzir os estudantes até a escola. Pensando nisso, a reportagem do Linkada News fez uma pesquisa que trouxesse a este público dicas sobre qual a melhor forma e cuidados ao se contratar um serviço desta natureza.


Lembrando que a contratação sem uma prévia verificação sobre o motorista e veículo pode ocasionar alguns riscos, é necessário que uma das primeiras atitudes de pais ou responsáveis seja buscar informações sobre o serviço que lhe será prestado, bem como indicações sobre este vinda de pessoas que já o utilizaram.


Outras recomendações, de acordo com o Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte (Icetran), é estar atento às regras para a segurança no transporte escolar, que são estabelecidas com base no código de trânsito brasileiro, Departamentos de Trânsito e leis municipais vigentes, por exemplo: se o veículo está registrado junto ao Detran e se apresenta a faixa amarela com a inscrição “escolar” em toda a extensão; se respeitar o número máximo de passageiros recomendado pelo fabricante; se há cinto de segurança em todos os assentos e em casos de transportar crianças, se há uma pessoa adulta além do motorista para acompanhá-las, entre outras orientações.


Além disso, o Icetran cita algumas dicas de verificação de informações com relação ao motorista, que para exercer este trabalho deve ser maior de 21 anos; estar habilitado na categoria D; estar isento de qualquer infração gravíssima ou de ser reincidente em infrações médias nos últimos 12 meses; ser aprovado em curso de especialização e estar em dia com o exame toxicológico de larga janela de detecção.


No início desta semana, o Departamento de Trânsito do Paraná também deu algumas dicas sobre este assunto, entre elas, está a orientação sobre a licença para trafegar que, segundo o Detran, pode ser verificada em um adesivo que fica no para-brisa do veículo, do lado superior direito. O documento, emitido pelo município, tem validade de seis meses e certifica que o veículo passou por uma vistoria e está autorizado a circular.


O diretor-geral do Detran-PR, César Kogut, lembrou que “os pais devem ficar atentos e buscar referências dos serviços que contratam, ficar atentos sobre a regulamentação, os equipamentos de segurança, a qualificação dos motoristas e também dos auxiliares. Tudo isso é importante para a segurança das crianças”.


Estar atento a estas orientações e também solicitar o contrato por escrito, observar como o motorista recepciona os alunos e sempre avaliar as condições do veículo são procedimentos imprescindíveis na hora de escolher o melhor transporte escolar para que futuramente não aconteça algum tipo de problema e a volta às aulas possa ser de uma forma tranquila para todos.


(Foto: Divulgação/DetranPR)

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6