495450580893305

Vou usar um bastão contra padres pedófilos, diz Francisco


Da BBC Brasil

Por mais que o Vaticano tente evitar comentar os escândalos de pedofilia envolvendo o Clero Católico, o papa Francisco parece que vem abordando o assunto de forma mais transparente. Uma revelação feita pelo pontífice ao jornal italiano La Reppublica, ele considerou o problema como uma “lepra” que deve ser enfrentada “com toda a severidade que demanda”.

Ainda segundo Francisco, os casos de pedofilia não se resumem apenas aos membros do escalão mais baixo do clero católico: “Há padres, bispos e cardeais entre esses 2% de pedófilos. Outros, em um número ainda maior, sabem [dos abusos], mas ficam em silêncio. Eles punem [os pedófilos], mas não explicam a razão. Para mim, essa situação é intolerável”, afirmou o papa, condenando o corporativismo entre os sacerdotes.

“Assim como Jesus, vou usar um bastão contra os padres pedófilos”, teria dito Francisco sobre os clérigos praticantes da pedofilia. Na entrevista, o papa foi citado dizendo que a estimativa de 2% vinha de dados confiáveis fornecidos por conselheiros do Vaticano. Isso representaria cerca de 8 mil padres de um total de 414 mil em todo o mundo.

Porém, o porta-voz do papa, Federico Lombardi, disse que o jornal não reproduziu as palavras de Francisco exatamente como ele as pronunciou, pois a conversa com o jornalista não era uma entrevista. Lombardi disse ainda que o jornalista não usava um gravador e escreveu as frases conforme sua memória.

Porém, há quem conteste a declaração do porta-voz. O jornalista David Willey, correspondente da BBC no Vaticano, minimizou o argumento de Federico Lombardi: “Desde quando uma entrevista papal não é uma entrevista?”, questionou, antes de dizer que é normal haver desmentidos sobre as declarações do papa quando o pronunciamento não é feito através dos meios oficiais da Igreja Católica.

O jornal usou como manchete a frase "Papa afirma: Assim como Jesus, vou usar um bastão contra os padres pedófilos", em mais uma frase contestada pelo porta-voz papal.

No ano passado, Francisco endureceu as leis do Vaticano contra abuso infantil e, no início do mês, pediu perdão para as vítimas dos padres, em seu primeiro encontro com essas pessoas desde que foi escolhido papa.

Muitas das vítimas de abuso criticam a postura do Vaticano em não punir os clérigos de mais alto escalão acusados de abafar os escândalos.

#papafrancisco #pedofilia #igrejacatólica #padres

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2