495450580893305

Jovem diz que foi baleado e antes do socorro chegar se levanta e sai “uivando” no mato



Um motorista que se identificou ao Linkada News apenas como “Joaquim”, morador do bairro São Cosme, em Campina Grande do Sul, havia acabado de chegar em casa por volta das 22h desta quarta-feira (11), quando foi surpreendido com o pedido de socorro de um vizinho, no qual lhe informou que havia sido baleado e precisava com urgência ser encaminhado ao hospital.

O rapaz de 23 anos, conhecido do motorista e também pelos demais moradores do bairro, chegou no portão do imóvel chamando pelo nome do Joaquim, que ficou assustado com a cena. O jovem, que aparentava estar morrendo, disse que levou três tiros de um desconhecido na rua. Antes disso, o rapaz tentou ajuda em outras casas da vizinhança, mas nenhum popular lhe atendeu.

Enquanto demonstrava estar agonizando, a cena acabou chamando a atenção dos moradores, que correram até o local para verificar o que estava acontecendo. Não demorou muito e os números 193, dos Bombeiros, e o 190 da Polícia Militar, receberam o chamado de que uma pessoa estava com ferimentos de arma de fogo na rua Bernardo Zanon.

Antes mesmo das equipes chegarem ao endereço descrito, o rapaz em um gesto rápido, se levantou e pulou a cerca de um terreno, onde saiu “uivando” e se embrenhou em um matagal. “Ele uivava como se fosse um lobo. Nunca tinha visto ele daquele jeito, estava totalmente transtornado. O mais estranho é que alguém baleado não conseguiria essa proeza”, comentou assustada uma moradora, que disse conhecer o rapaz.

Familiares do jovem, que moram na mesma rua, ficaram desesperados quando souberam que o rapaz havia sido baleado. A família foi até local e quando souberam do fato suspeitaram que ele estivesse mentindo. A irmã do rapaz informou que ele sofre com problemas de alcoolismo e não descarta que o mesmo tenha ingerido bebida alcoólica assim que saiu do trabalho. “Ele não pode beber que já fica fora de si”, desabafou ela. A esposa, que espera um bebê, lamentou a situação desagradável provocada pelo marido.

Sem ter muito o que fazer diante do trote recebido, a Polícia Militar, os Bombeiros e a ambulância do município, que chegou logo em seguida, foram embora para seus postos, cabendo apenas orientações no local.

Quanto ao rapaz, ele permaneceu escondido no mato e não foi localizado. Vizinhos e familiares permaneceram no local com uma lanterna na esperança que ele pudesse aparecer, mas acabaram desistindo e tomando o rumo de suas casas.

(Foto: Adilson Santos)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2