495450580893305

Mulher sem documentos pessoais morre atropelada na Rodovia do Caqui



Uma mulher que não portava documentos pessoais morreu vítima de um atropelamento na noite desta terça-feira (20), na Rodovia do Caqui, em Campina Grande do Sul. O acidente foi registrado por volta das 20h, a poucos metros do Hospital Angelina Caron, no bairro Santa Rosa.

A mulher foi atingida por um veículo Meriva na pista sentido Sede. O motorista permaneceu no local aguardando a chegada dos bombeiros e demais agentes de segurança.

A mulher aparentava ter entre 35 e 45 anos de idade, cor branca, e trajava camiseta listrada (preto e branco) e calça de agasalho preta. Ela também estava com uma bolsa na qual em seu interior continha um rosário e algumas carteiras de cigarro.

Testemunhas relataram que viram a mesma mulher nas dependências do Hospital Angelina Caron durante o dia. Sobre essa versão repassada por populares, informações divulgadas pela Autopista Régis Bittencourt podem ajudar na identificação da vítima. De acordo com o relatório de atendimento, socorristas da concessionária encontraram, horas antes, uma mulher de nome Simone, 32 anos, com as mesmas características na BR-116. Motoristas informaram, via 0800, que a mesma perambulava pela rodovia e que quase tinha sido atropelada.

A mulher foi encontrada desorientada no km 52, na pista sentido Curitiba, e uma ambulância da Autopista a encaminhou até a unidade hospitalar do Angelina Caron. Moradores chegaram a ir no local após o atropelamento afim de tentar identificar a vítima, no entanto, ninguém conseguiu reconhecê-la como sendo moradora da região.

Nossa reportagem procurou o Hospital Angelina Caron para saber se a paciente encaminhada pela concessionária seria a mesma que sofreu o acidente, mas até a atualização dessa reportagem não tivemos essa confirmação.

O corpo foi recolhido ao IML de Curitiba.

(Foto: Colaboração)


1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2