495450580893305

Sem atendente perceber, trio furta R$ 700 reais em mercadorias de loja do Menino Deus


Câmeras de segurança registraram o momento em que duas mulheres e um homem furtam vários objetos de uma loja localizada no bairro Menino Deus, em Quatro Barras. A responsável pelo empreendimento registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia local nesta quarta-feira (13). Indignada, a dona da loja entrou em contato com o Linkada News para alertar os demais comerciantes da região sobre o ocorrido.

Segundo informou a comerciante, o caso ocorreu na manhã do último domingo (10). Segundo ela, o trio chegou em um Corsa de cor branca que estacionou o veículo próximo a um aviário da região. “Estavam em quatro elementos, duas mulheres e dois rapazes, um dos rapazes permaneceu dentro carro”, disse a empresária. Conforme mostra as imagens cedidas ao Linkada News, o trio já dentro do estabelecimento se mostra interessado comprar alguns produtos. Acreditando que fossem clientes, a atendente sai de trás do balcão e acompanha uma das mulheres no setor de roubas da loja.

Enquanto a atendente está distraída com a suposta “cliente”, um rapaz e outra moça aproveitam sua ausência para pegar um relógio e um óculos de cima do balcão. O trio também teria furtado algumas peças do vestuário infantil e adulto do estabelecimento. Antes de ir embora, uma das das mulheres pediu para que a atendente guardasse uma peça de roupa, informando que ela iria retornar para buscá-la, mas a mesma não voltou.

A falta dos produtos foi percebida no dia seguinte pela proprietária da loja, que se surpreendeu ao verificar as imagens contidas no circuito interno de segurança. “Foram roubados cerca de R$ 700,00 em mercadorias. Em alguns locais as câmeras não conseguiram registrar a ação. Abrimos no domingo justamente para ter uma renda extra, mas nesse caso só tivemos prejuízo”, desabafa a comerciante.

O caso foi registrado na Delegacia de Quatro Barras que passa a investigar o caso. Informações sobre a identidade dos envolvidos podem ser repassadas pelo telefone (41) 3672-1562 ou pessoalmente na Polícia Civil da cidade.

Veja o vídeo da ação:



1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2