495450580893305
 
  • Linkada News

Cadeirante é flagrado pichando estabelecimento comercial no Jardim Paulista


Sem se importar com quem passava pelo local, um homem em uma cadeira de rodas foi flagrado no início desta semana pichando a fachada de um estabelecimento comercial, no bairro Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul.

A ação foi percebida por um motociclista e a garupa que cruzavam as ruas Nilce Terezinha Zanetti e Angelo Antônio Zanchetin. Um vídeo que circula nos grupos de whatsapp e demais redes sociais da região, é possível observar que o cadeirante usa um spray de tinta preta para escrever uma espécie de código na fachada do prédio.

Ao perceber que está sendo observado, o homem para com a pichação e gesticula como se fosse apontar um objeto em direção dos curiosos. É possível ver, ainda, que moradores do prédio vizinho observam e registram também a ação.

Veja o vídeo abaixo:


Na manhã desta sexta-feira (9) a Guarda Municipal abordou o cadeirante quando ele passava em frente ao mesmo endereço. Durante a abordagem, a equipe constatou que o homem não portava documentos e possui RG emitido pelo estado do Rio de Janeiro. Com algumas tatuagens pelo corpo, uma delas chamou a atenção dos agentes, na qual traz a seguinte descrição “rato do crime” desenhada nas costas do abordado.

Em conversa com o Linkada News, o cadeirante informou que tem 33 anos e que é morador do bairro Menino Deus, em Quatro Barras. Segundo ele mesmo informou, o motivo para a pichação seria uma forma de chamar a atenção e pelo fato de estar nervoso com algumas situações da vida, uma delas pela sua condição física, depois que uma carreta o atropelou de bicicleta na cidade de Cascavel, deixando ele preso em uma cadeira de rodas. Na época, o cadeirante conta que trabalhava como mecânico. Outro motivo relatado por ele estaria ligado a distância da família que reside na cidade do Rio de Janeiro.

Como desta vez a GM não flagrou o homem praticando o ato de pichação, coube apenas à equipe orientações no local tanto ao proprietário do estabelecimento como ao cadeirante, que prometeu ao responsável pelo imóvel pintar novamente a fachada do prédio. O cadeirante foi liberado e o comerciante orientado a registrar boletim de ocorrência na delegacia local.

O responsável pelo estabelecimento, que preferiu não se identificar, se mostra preocupado com as atitudes adotadas pelo cadeirante. “Ele perambula pelas ruas do bairro todos os dias. Já ouvi relatos que ele anda riscando os carros estacionados na região, pichando imóveis, comercializando drogas e mexendo com as mulheres na rua. A população vê ele de cadeira de rodas e fica com pena, porém, as atitudes dele mostram totalmente o contrário”, disse.

No início da noite desta sexta-feira (9) o empresário entrou em contato novamente com nossa reportagem para informar que o cadeirante passou em frente ao seu comércio proferindo palavras de baixo calão e jurando de morte o comerciante.


1/1