495450580893305 Campina e Quatro Barras integram consórcio para melhores ações de segurança da GM

Campina e Quatro Barras integram consórcio para melhores ações de segurança da GM


Agora Campina Grande do Sul e Quatro Barras integram, junto com a capital e seis municípios, o Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais de Curitiba e Região Metropolitana (Coin). O estatuto que define as regras de organização e funcionamento do Coin foi assinado nesta terça-feira (20).

O objetivo do consórcio é uma melhor segurança para os municípios, que podem estabelecer programas e integrações entre as cidades envolvidas, oferecendo mais recursos às guardas municipais.


Apesar do consórcio ter sido firmado no início desta semana, as corporações já trabalhavam de forma conjunta em atividades pontuais, enquanto as prefeituras aprovavam as respectivas leis municipais. Agora, com a formalização do Coin, a proposta passa pela oferta de cursos de formação, capacitação e aprimoramento de forma integrada aos profissionais que fazem parte das dez corporações, reduzindo custos públicos.

HISTÓRICO - O Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais de Curitiba e Região Metropolitana foi idealizado e liderado por Curitiba, sob coordenação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) Municipal. Um protocolo de intenções foi firmado em abril de 2017, no qual os dez municípios comprometeram-se a, individualmente, aprovar suas leis municipais de autorização para ingresso no consórcio, que tem como sede o município de Curitiba, junto à Secretaria da Defesa Social.

PRESENÇAS - Participaram da assinatura do estatuto do Coin os prefeitos das cidades de Campina Grande do Sul, Bihl Elerian Zanetti; Curitiba, Rafael Greca; Campo Largo, Marcelo Puppi; Fazenda Rio Grande, Márcio Cláudio Wozniack; Quatro Barras, Angelo Andretta; Pinhais, Marly Paulino Fagundes; Mandirituba, Luis Antonio Biscaia; São José dos Pinhais, Antonio Benedito Fenelon; e a vice-prefeita de Araucária, Hilda Lukalski.

(Foto: Pedro Ribas/SMCS)


1/1

1/1

1/3

1/1

1/6